Menu
Busca segunda, 18 de janeiro de 2021

Juíza deve ouvir 16 em audiência de acusados de estupro coletivo

Juíza deve ouvir 16 em audiência de acusados de estupro coletivo

04 junho 2012 - 14h40
G1


A primeira audiência com os envolvidos no estupro coletivo da cidade de Queimadas, em que cinco mulheres foram estupradas e duas mulheres mortas em fevereiro deste ano, começou às 9h desta segunda-feira (4) no Fórum da cidade. Serão ouvidas 16 pessoas, mas os adultos acusados de envolvimento no caso não participarão. Os menores de idade, as vítimas sobreviventes e as testemunhas estão depondo no Tribunal do Júri do Fórum e a audiência só deve terminar no início da noite de hoje.

De acordo com a juíza Flávia Baptista Rocha, os acusados seriam levados para assistir à audiência, mas não iriam depor nesta segunda. Segundo ela, os acusados não comparecerão ao Fórum por recomendação da direção do Complexo Penitenciário de Segurança Máxima Romeu Gonçalves de Abrantes, PB1 e PB2. A direção orientou que eles não fossem retirados do presídio por causa da rebelião no local na semana passada.

Os adolescentes, que apenas assistiriam à essa primeira fase, devem depor ainda nesta segunda. Além deles, das vítimas e das testemunhas, os advogados de defesa e acusação também falarão. Essa primeira audiência é de instrução e os adultos acusados só particparão da próxima, quando serão ouvidos. Nas duas audiências serão avaliados laudos e provas das participações de cada acusado.

Depois da qualificação dos réus, a juíza decide se os eles serão levados a júri popular ou não.

A audiência dos adultos acusados será marcada ao fim da que está acontecendo nesta segunda. "Vai demorar muito em função da complexidade do caso.

Geralmente, as audiências acontecem em um dia, mas devido ao número de pessoas e do perfil dos crimes, não faremos em um só", disse a juíza. O promotor de acusação do caso, Márcio Teixeira, disse que a próxima audiência deve acontecer na segunda-feira (11).

Todos os depoimentos serão filmados para agilizar a captação das informações.

Segundo o promotor, depois que essa fase for concluída, o próximo passo do processo é o julgamento. Ele acredita que Eduardo, acusado de planejar a ação, será levado a júri popular. Todos os outros acusados serão julgados pela juíza Flávia Baptista, segundo ele.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Pazuello: embarque de vacinas da Índia deve ter solução esta semana
POLÍCIA
Veículos com cigarros e agrotóxicos contrabandeados do Paraguai foram apreendidos pelo DOF
CORONAVÍRUS
Vacina chega a Mato Grosso do Sul e distribuição aos municípios começa ainda hoje
ECONOMIA
Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras