Menu
Busca domingo, 24 de janeiro de 2021

Mesmo com suspensão do Paraguai, Mercosul apoia 19 projetos no país

Mesmo com suspensão do Paraguai, Mercosul apoia 19 projetos no país

03 setembro 2012 - 13h20
Agencia Brasil


A suspensão temporária do Paraguai do Mercosul não afetou 19 projetos em vigência no país, vinculados ao Fundo para a Convergência Estrutural do Mercosul (Focem), segundo a Secretaria de Economia e o Ministério das Finanças paraguaio. No total, as iniciativas envolvem US$ 829 milhões. De acordo com autoridades do país, os projetos foram negociados nos últimos seis anos. Um deles é relativo à Itaipu Binacional, no valor de US$ 400 milhões.

O Paraguai está suspenso do bloco após dúvidas sobre a destituição do então presidente Fernando Lugo, em junho. Para os presidentes Dilma Rousseff, Cristina Kirchner (Argentina) e José Pepe Mujica (Uruguai), Lugo não teve o tempo necessário para se defender no processo de impeachment, que foi definido em menos de 24 horas.

A Secretaria de Economia e o Ministério das Finanças do Paraguai divulgaram a relação dos 19 projetos em curso vinculados ao Mercosul. Há ações nas áreas de indústria e comércio, obras públicas e comunicações, agricultura e pecuária, meio ambiente, habitação, ciência e tecnologia, saúde pública e turismo.

Anualmente, o valor do Focem é US$ 100 milhões com contribuições integradas dos sócios do Mercosul. O Brasil é o que mais colabora, com 70%. O restante é repassado pela Argentina, pelo Uruguai e pelo Paraguai. Segundo as autoridades paraguaias, o Paraguai é país que mais recebe recursos do Focem, 48%.

Paralelamente, a União Industrial Paraguaia (UIP) marcou para esta semana uma série de debates sobre a situação do país no Mercosul, após a suspensão. O objetivo é avaliar os impactos da decisão sobre a economia paraguaia. Pesquisadores, diplomatas e empresários foram chamados para o debate.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Ainda sem aprovação do Orçamento 2021, governo deve controlar gastos
SAÚDE
Estados brasileiros começam a receber vacina de Oxford
SAÚDE
Número de casos de Covid-19 continua alto na maioria das cidades do Estado
NOTÍCIAS
Prêmio Sesc de Literatura abre inscrições para obras inéditas