Menu
Busca quinta, 25 de fevereiro de 2021
ECONOMIA

Nascidos em novembro podem sacar auxílio emergencial a partir de hoje

Serão beneficiadas 3,3 milhões de pessoas

25 janeiro 2021 - 09h15Por Agência Brasil

Cerca de 3,3 milhões de beneficiários do auxílio emergencial e do auxílio emergencial extensão nascidos em outubro poderão sacar a última parcela do benefício a partir desta segunda-feira (25). Eles poderão sacar ou transferir os recursos da conta poupança social digital. Foram creditados cerca de R$ 2,2 bilhões para esses públicos nos ciclos 5 e 6 de pagamentos.

Desse total, cerca R$ 2 bilhões são referentes às parcelas do auxílio emergencial extensão e o restante, cerca de R$ 200 milhões, às parcelas do auxílio emergencial.

O dinheiro havia sido depositado na conta poupança digital em 11 de dezembro para os beneficiários do ciclo 5 e em 28 de dezembro para os beneficiários do ciclo 6. Até agora, os recursos podiam ser movimentados apenas por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de boletos, de contas de água, luz e telefone), compras com o cartão virtual de débito pela internet e compras em estabelecimentos parceiros por meio de maquininhas com código QR (versão avançada do código de barras).

Para realizar o saque em espécie, é necessário fazer o login no Caixa Tem, selecionar a opção “saque sem cartão” e “gerar código de saque”. Depois, o trabalhador deve inserir a senha para visualizar o código de saque na tela do celular, com validade de uma hora. O código deve ser utilizado nos caixas eletrônicos da Caixa, nas unidades lotéricas ou nos correspondentes Caixa Aqui.

Os saques em dinheiro podem ser feitos nas lotéricas, correspondentes Caixa Aqui ou nas agências.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AFTOSA
MS terá conselho municipal de saúde animal visando evolução do status sanitário da Aftosa
ECONOMIA
Contribuinte pode baixar programa da declaração do IR a partir de hoje
SIDROLÂNDIA
Veículo carregado com cigarros do Paraguai foi apreendido pelo DOF
MARACAJU
Polícia Civil prende suspeito de praticar furtos em comércios