Menu
Busca sábado, 26 de setembro de 2020

Prefeitura espanhola despeja mortos dos cemitérios por calotes

Prefeitura espanhola despeja mortos dos cemitérios por calotes

28 outubro 2011 - 13h10
G1

A prefeitura da cidade espanhola de Zaragoza lançou uma campanha para alertar familiares inadimplentes que quem não saldar dívidas com cemitérios locais terá os restos mortais de seus entes exumados.

Aproveitando a chegada do dia de Finados - que na Espanha é celebrado no dia 1º de novembro - a prefeitura colocou adesivos nas lápides advertindo que a sepultura está com pagamento vencido e que os familiares tem 15 dias para saldar suas dívidas, em geral ligadas a taxas de manutenção dos cemitérios.relacionadas a taxas .

Não pagar neste prazo significará que os restos mortais serão exumados, removidos das sepulturas e colocados em valas comuns. Mais de dois mil jazigos e nichos receberam o adesivo.

A prefeitura explicou que precisa arrecadar fundos nos tempos de crise e não tem como prorrogar mais as dívidas de quem não paga as taxas de cemitério. No total são mais de 30 mil inadimplentes na cidade, com débitos desde 1985.

'Jazigo vencido'
Segundo o aviso no Boletim Oficial, os devedores foram comunicados por cartas desde o último mês de março, mas ao haver "escassa resposta, a prefeitura se viu obrigada a expor publicamente a situação de inadimplência".

Nos adesivos colocados nas sepulturas aparecem o nome completo do defunto, as coordenadas de localização de seu jazigo no cemitério e, em letras maiúsculas vermelhas, a frase "jazigo vencido".

A mensagem também traz uma indicação para que o responsável passe pela administração onde lhe esperam para a cobrança, que é de aproximadamente R$ 250 por cada cinco anos de sepultamento.

De acordo com a nota de imprensa da prefeitura, das 500 primeiras famílias procuradas para saldar a dívida apenas 10 responderam, avisando que pretendem pagar.

Segundo o município, o processo de exumação obedece aos trâmites legais. Diante da permanência da dívida e a falta de retorno dos responsáveis, os cemitérios podem remover os corpos.

Por causa da inadimplência, os restos mortais de 90 pessoas já foram exumados e colocados em valas comuns e outros 484 estão em processo de despejo das sepulturas.

Os adesivos com os avisos de inadimplência começaram a ser colados no início de outubro, mas chamaram a atenção da imprensa e da população no fim do mês.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Celso de Mello antecipa aposentadoria do STF
CAARAPÓ
Policiais civis prendem jovem e comparsa suspeitos de tráfico de drogas
ECONOMIA
Febraban prevê que carteira de crédito deve subir 11,6% em agosto
CRIME AMBIENTAL
Polícia Militar Ambiental de Batayporã prende e autua quatro em R$ 8,4 mil por pesca predatória e apreende 139 kg de pescado, dois barcos, dois motores e petrechos