Menu
Busca quarta, 21 de outubro de 2020

Sem trabalho, 'Dona Florinda' alega estar em dificuldades financeiras

Sem trabalho, 'Dona Florinda' alega estar em dificuldades financeiras

30 dezembro 2015 - 08h45Por Revista Quem
Florinda Meza, que deu à vida Dona Florinda em Chaves, está prestes a declarar falência, segundo a imprensa internacional. Quase dois anos após a morte do marido, Roberto Gómez Bolaños, o intérprete do Chaves e Chapolin, a atriz mexicana colocou a milionária residência dos dois à venda por um preço muito mais baixo do que elea vale alegando problemas financeiros.

"Desejo com toda a minha alma que apareça um comprador. Estou vendendo mais barato do que custa esse terreno", disse ela, alegando que procura comprar uma casa menor, de acordo com suas necessidades pessoais.

Segundo ela, a crise financeira é só no âmbito empresarial, já que a atriz contou que nenhuma emissora mexicana tem interesse em chamá-la pra trabalhar. "Meu escritório tem muitos projetos, mas o que não existem são as chamadas telefônicas", declarou ao canal Telemundo.

Depois do sucesso em Chaves, Florinda Meza passou a atuar como produtora executiva de novelas na emissora Televisa, mas deixou o trabalho um pouco de lado para se dedicar à saúde do falecido marido.

Estima-se que Bolaños deixou uma herança avaliada em US$ 50 milhões, entre propriedades, dinheiro no banco e os royalties que ele ainda ganha com suas criações televisivas. O dinheiro foi dividido entre Florinda e os filhos do ator, Roberto, Paulina, Graciela, Marcela, Teresa e Cecília, frutos do primeiro casamento com Graciela Fernández Pierre.

Ainda segundo a imprensa mexicana, após a morte, Florinda luta para manter sua produtora no azul.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REGIÃO
Polícia Militar Ambiental de Aquidauana flagra e autua infrator por incêndio em resíduos domésticos em terreno baldio
NAVIRAÍ
Boca de fumo é descoberta e um adolescente e dois homens são detidos pela Polícia Civil
CRIME AMBIENTAL
Gerente de fazenda é autuado em R$ 5 mil por construção de ponte em estrada degradando áreas protegidas de córrego
INTERNACIONAL
Indústria prevê alta de 10% na venda de máquinas agrícolas em 2020