Menu
Busca quarta, 20 de janeiro de 2021

Acusado de matar três trabalhadores em fazenda é preso pela Força Nacional

11 setembro 2012 - 08h40Por Fonte: Daniele Niki
A Força Nacional prendeu na tarde desta segunda-feira (10) Junho Pires, de 19 anos, também conhecido como “Nunes”, acusado de matar os trabalhadores Lauro Arce de 38 anos e Diosel Arce Martins de 34 anos, moradores na Aldeia Bororó e o caseiro Levi do Nascimento conhecido como "Negão" de 35 anos com pauladas e golpes de facão.

Nunes já confessou o crime a polícia, e agora o Serviço de Investigações Gerais da Policia investiga a participação de outra pessoa no caso.

Triplo Homicídio

Na tarde desta segunda-feira, equipes da Polícia Civil, da Polícia Militar através da Força Tática, do SIG – Serviço de Investigações Gerais juntamente com o delegado Dr. Batistela do 1° DP, foram acionados para ir até a fazenda Três Irmãos, que fica localizada próximo do posto da Capela, onde foram encontrados três corpos.
Os corpos foram identificados como sendo os irmãos indígenas Lauro Arce de 38 anos e Diosel Arce Martins de 34 anos, moradores na Aldeia Bororó e o caseiro Levi do Nascimento conhecido como "Negão" de 35 anos.

Uma testemunha indígena de 35 anos contou que ele, os irmãos e mais um indígena de 18 anos foram contratados para recolher milho na fazenda.

No sábado eles foram até a casa do caseiro e houve uma discussão, a testemunha relatou que a briga envolveu o indígena de 18 anos,os irmãos Lauro e Diosel e ainda o caseiro Levi.

Durante a briga a testemunha disse que saiu da casa e após algumas horas retornou e encontrou Lauro, Diocel e Levi mortos, o outro indígena de 18 anos não foi encontrado. (Dourados News)

Deixe seu Comentário

Leia Também

EMPREGO
Funtrab está com vagas com salários de R$ 3 mil nas áreas de farmácia e logística
TEMPO
Temperaturas sobem um pouco, mas instabilidades se mantém nesta quarta-feira
SAÚDE
Saúde alerta sobre ligações e SMS falsos de cadastro para vacinação
IMUNIZAÇÃO
Primeiros imunizados contra Covid-19 relatam emoção e encorajam população