Menu
Busca sábado, 19 de setembro de 2020
MS

Brinquedos confeccionados na Penitenciária de Três Lagoas vão garantir a alegria de crianças no Natal

18 dezembro 2015 - 13h25Por Fonte: noticias
Brinquedos em madeira foram confeccionados na Penitenciária de Três Lagoas (PTL) para serem distribuídos como presentes de Natal à crianças assistidas no centro de Educação Infantil Neife de Souza Lima. Nas mãos dos detentos, restos de madeiras foram transformados em mesinhas, casinhas de boneca, carrinhos, tratores etc. No total foram produzidos 300 brinquedos.

A iniciativa foi idealizada pelos agentes penitenciários Antônio Marcos Madureira e Marcos Antônio Rovani (na foto principal), que atuam, respectivamente, nas chefias de disciplina e do setor de trabalho. Segundo os idealizadores, a ação teve por objetivo dar ocupação produtiva aos custodiados, e em benefício direto da sociedade, tornando mais feliz o Natal dos pequenos.As peças foram confeccionadas na marcenaria , envolvendo dede o corte da madeira ao acabamento. Cinco detentos estão envolvidos na produção.

O CEI Neife de Souza Lima atende atualmente a 250 crianças, de acordo com a diretora do local, Vânia Maria Arioza Zorzi. Os brinquedos, segundo ela, foram entregues durante a comemoração de final de ano com a presença dos pais. “Foi um momento muito lindo, pudemos ver o brilho da olhar das crianças de tanta alegria, pois muitas delas são de famílias de baixa condição financeira”, disse, agradecendo o apoio do presídio este ano. “Foi muito importante para nossas crianças, que se sentiram valorizadas”, destacou.

Outra ação social realizada na penitenciária foi a confecção de uma de uma mesa colonial em madeira, em prol do 10º Leilão Direito de Viver, para arrecadação de fundos para Hospital do Câncer de Barretos. Conforme os organizadores do leilão, a mesa foi arrematada por mais de R$ 3 mil .

Segundo o diretor da PTL, Raul Ramalho, “tais iniciativas visam proporcionar, de forma simbólica, mecanismos de compensação e mitigação aos trabalhos realizados pelos internos objetivando a ressocialização e reinserção a sociedade”.

O diretor-presidente da Agepen, Ailton Stropa Garcia, destaca que ações como a realizada na Penitenciária de Três Lagoas de contribuir diretamente com a sociedade faz parte da política administrativa adotada pela instituição através das46 unidades prisionais existentes. “Temos vários projetos em que a massa carcerária, sob a coordenação de servidores penitenciários, trabalha em prol da comunidade, seja através de reformas em prédios públicos, produção de hortaliças etc”, finaliza Stropa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOTÍCIAS
Passageiros serão indenizados após falha em realocação da companhia aérea
SAÚDE
Covid-19: ocupação de leitos na rede privada cai para 57% em agosto
ECONOMIA
Dólar fecha em forte alta com incerteza fiscal no radar
FALSO FRETE
Polícia Civil recupera veículo roubado em Dourados