Menu
Busca quinta, 29 de outubro de 2020
Assassinato

Cozinheiro mata colega de serviço depois de briga por asa de frango

Crime aconteceu na noite da última sexta-feira (2), em fazenda na BR-163

05 novembro 2015 - 20h59Por Fonte: correiodoestado
A polícia apresentou na tarde desta quinta-feira (5) Antônio Roberto Correa Lopes. Conhecido como "Cobrinha", o cozinheiro é suspeito de assassinar Irineu Domingues, 46 anos, com golpe de facão depois dos dois se envolveram em uma briga motivada por uma asa de frango.

O crime aconteceu na madrugada da última sexta-feira (2), na fazenda Savana, localizada a 50 km do Distrito de Pana, próximo a Nova Alvorada do Sul.
Segundo a delegada, Célia Maria Bezerra da Silva, tudo começou no dia 31 de outubro, quando trabalhadores rurais da fazenda arrumavam a marmita e Antônio Valmir Dopiatti, o “Gauchinho”, pegou uma asa de frango a mais que os outros. “Cobrinha” não teria aceitado o fato e brigou com “Gauchinho”, que acabou defendido por Irineu.

Mais tarde, os homens participaram de uma festa com muita bebida alcoólica. Na madrugada do dia 1º de novembro, o corpo de Irineu foi encontrado na fazenda. A testemunha que viu o homem morto, procurou por "Cobrinha", mas este tinha fugido.
Conforme a polícia, “Cobrinha” ainda voltou para fazenda, pegou suas coisas, deixou uma faca e fugiu. Testemunhas disseram que ele sempre andava com um facão na cintura.
PRISÃO


Policiais estavam no local do crime ontem (4) e foram informados que o “Cobrinha” estava na região. Ele foi localizado e detido.
Na delegacia, o cozinheiro alegou legítima defesa. Afirmou que fora agredido primeiramente por Irineu, mas não detalhou o crime porque alegou que estava embriagado quando o caso aconteceu. Antônio Roberto se diz arrependido. "Nunca fiz isso e não faria de novo."

Ele tem passagem pela polícia por ameaça, violência doméstica, vias de fato e injúria. Também já foi vítima de tentativa de homicídio em 2014.
Agora ele vai responder por homicídio qualificado por motivo fútil e se condenado, pode pegar de 12 anos a 30 anos de prisão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SERVIDOR
Governador anuncia promoção de 3,7 mil servidores civis e militares
ECONOMIA
Sancionada lei de incentivos fiscais para montadoras de veículos
POLÍTICA
Mourão diz que posição do governo não é por uma Constituinte
ECONOMIA
Governo pretende economizar R$ 97 milhões com licitação centralizada