Menu
Busca quarta, 01 de abril de 2020
Polícia

Dupla de Ivinhema é presa com aves silvestres no estado de SP

18 novembro 2015 - 12h27Por Fonte: novanews
A Polícia Militar Rodoviária apreendeu 126 filhotes de papagaios e tucanos por volta das 11h30 desta terça-feira (17), no km 06 da Rodovia Olímpio Ferreira da Silva (SP-272), em Pirapozinho (SP). Segundo a imprensa local, as aves estavam em um carro que teria saído de Ivinhema e seguiria para a cidade de São Paulo.

De acordo com a corporação, os animais estavam dentro de caixas de madeira espalhadas pelo interior do veículo GM Corsa, com placas de São Paulo (SP). No total, foram encontrados 123 papagaios e três tucanos. O condutor do carro, um homem de 54 anos, alegou que seguia de Ivinhema para a capital paulista.

O motorista foi encaminhado à Delegacia da Polícia Civil de Pirapozinho (SP), juntamente com o passageiro do carro, um homem de 27 anos. Ambos foram interrogados pela Polícia Civil e depois liberados. A Polícia Militar Ambiental foi acionada para definir o destino dos pássaros, que acabaram encaminhados para uma entidade de proteção de animais localizada em Assis (SP).

Os filhotes estavam enfraquecidos, devido às condições em que eram transportados.Foram confeccionados dois autos de infração ambiental, um no valor de R$ 126 mil, por transportar animais da fauna silvestre sem autorização do órgão competente, e outro de R$ 759 mil, por praticar maus tratos a animais, devido à precariedade no transporte. As multas foram aplicadas em dobro devido à vantagem pecuniária (comércio), segundo a Polícia Militar Ambiental.

A corporação ainda salientou que uma ave já estava morta e que um dos envolvidos já foi autuado outras sete vezes por crimes ambientais. O delegado da Polícia Civil de Pirapozinho (SP), Marcelo Costantini, informou que instaurou inquérito para investigar o caso e disse que os dois homens envolvidos responderão por crime ambiental. Ainda conforme o delegado, o carro utilizado no transporte das aves ficou apreendido.

Os dois homens são moradores de Ivinhema e, segundo a autoridade policial, confessaram que eles mesmos pegaram os animais no meio ambiente, porque precisavam de dinheiro. Cada filhote seria vendido por R$ 80 na capital paulista.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Paraguai fecha estradas para evitar disseminação do coronavírus
ECONOMIA
Banco prorroga prazo para pagar parcelas do FCO Empresarial
EDUCAÇÂO
Suspensão das aulas presenciais na Rede Estadual é prorrogada até o início de maio
SEM SINTOMAS
Quase metade das confirmações de coronavírus em MS já finalizou quarentena