Menu
Busca segunda, 18 de janeiro de 2021

26 julho 2012 - 09h45
Jornal Regional Ponta Porã

O quadro eleitoral em Ponta Porã começa a mudar. A segunda pesquisa de intenção de voto, realizada pelo Instituto Ipems e registrada na Justiça Eleitoral mostra que o candidato Hélio Peluffo Filho (PSDB), apoiado pelo prefeito Flávio Kayatt, assumiu a liderança e venceria a eleição com 35,67% dos votos. Álvaro Soares (PR) ficou em segundo lugar com 30,67% e Ludimar Novais ocupa a terceira posição com 18,33%. Os indecisos somam 8,67% e o percentual de votos nulos ou brancos seria de 6,67%.

Realizada entre os dias 21 e 22 de julho, a pesquisa mostra que em relação ao quadro anterior, pesquisado em maio, Alvaro Soares caiu de 37,67% para 30,67%, Hélio saltou de 25% para 35,67% e Ludimar Novais cresceu de 15,33% para 18,33%. A única diferença é que na mostra anterior aparecia o nome de Sônia Cintas, com 2%, como provável candidata do PT. O levantamento anterior foi realizado entre os dias 14 e 16 de maio.

De acordo com o levantamento realizado em 13 regiões da cidade, na pesquisa espontânea, Hélio também lidera a preferência do eleitorado com 13,67%, praticamente o dobro do segundo colocado – Álvaro Soares, que foi lembrado por 7,33%. Ludimar ficou com apenas 3,67%.

A pesquisa foi realizada nos dias 21 e 22 de julho e ouviu 300 pessoas residentes no centro, Marambaia, Vitória, Jardim dos Estados, Alto da Glória, São Domingos, Mooka, Jardim América, Conjunto Andreaza, Jardim das Rosas, Salgado Filho, Jardim Aeroporto, Cohab, Bairro da Granja, Vila Primor, Santa Áurea, Ipê, Planalto, Boa Vista, Ponta Porã II, Vila Renô, Coophafronteira, BNH, Lacíria, Portal Morumbi, Santa Isabel, Jardim Independência, Jardim Ivone, Guy Vilela, Itamarati, Dorcelina Folador e Sanga Puitã.



Os entrevistados ao justificarem a preferência de votarem no Hélio Peluffo ressaltaram que ele é o “o mais conhecido, competente, trabalha bem, pelo apoio que está recebendo, por sua vice Lourdes Monteiro e a garantia da continuidade”. No levantamento, o ex-secretário de obras do prefeito Flávio Kayatt é o preferido dos eleitores acima de 40 anos, dos que possuem superior completo e que têm ensino médio incompleto.

Ao serem questionados sobre quais as duas principais medidas que o futuro prefeito deve realizar em Ponta Porã, a maioria indicou a saúde e asfalto. A pesquisa do Ipems foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral com o número MS-00062/2012. A coleta de dados aconteceu entre os dias 21 a 22 de julho de 2012, a margem de erro é de 5,66% para mais ou para menos, num grau de confiança de 95 por cento. Foram 300 entrevistas, realizadas pelo IPEMS: Instituto de Pesquisas de Mato Grosso do Sul Ltda.



TRABALHO DE KAYATT É

APROVADO POR 88,33%





O Ipems também avaliou a administração municipal do prefeito Flávio Kayat.Somando ótima, boa e regular aprova. O prefeito obteve um índice de 88,33% entre os entrevistados. Isso se deve aos projetos prioritários que ela vêm executando nas áreas educação, assistência social, saúde e infraestrutura urbana, que vem contribuindo para impulsionar o desenvolvimento e progresso do município.



Em sete anos e meio de administração o prefeito Flávio Kayatt já contabiliza a realização de 185 obras que somam investimento de R$ 65,8 milhões, gerando centenas de empregos na área da construção civil. Neste período, Ponta Porã passou por um choque de qualidade administrativa que envolveu todos os setores da prefeitura.



A pesquisa também mediu a popularidade do governador André Puccinelli. O levantamentou apontou que 85% da população aprovam seu governo.





ANDRÉ NÃO SEGUE O PMDB E APÓIA HÉLIO



Na pesquisa do Ipems, o Ipems parte do princípio que a coligação com o PMDB que indicou o candidfato a vice-prefeito Bruno Reichardt, garantiria o apoio do governador André Puccinelli a Álvaro Soares. Mas isso não é mais verdade. No dia 20 de julho, à noite, o governador veio a Ponta Porã para a festa do centenário e anunciou seu apoio ao candidato do prefeito Flávio Kayatt, que é Hélio Peluffo Filho.

Na última visita que realizou em Ponta Porã, o governador afirmou que a cidade não pode parar e visitou o candidato Hélio em sua residência, refirmando a aliança política com o prefeito Flávio Kayatt. “Meu chefe aqui chama-se Flávio Kayatt, o que ele me determinar eu cumprirei”, declarou André.

Este ano, o governador ao ser questionado sobre a decisão do PMDB local, chamou os integrantes de “cabeça de ovo” por não apoiar o candidato indicado pelo prefeito Flávio Kayatt.



Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Técnicos da Anvisa recomendam uso emergencial da vacina de Oxford
EDUCAÇÃO
Enem 2020: confira hoje a correção das provas ao vivo
BRASIL
Mesmo com vacina, vitória sobre coronavírus passa por 'mudança de comportamento social'
Antônio Barra Torres deu declaração ao abrir reunião da Anvisa que analisa pedidos de uso emergencial de duas vacinas contra Covid-19
SAÚDE
Ocupação de leitos em UTI Covid continua alta nas cinco macrorregiões do Estado