Menu
Busca terça, 01 de dezembro de 2020

Escola Ramiro Noronha faz homenagem à Academia Pontaporanense de Letras

22 setembro 2011 - 14h10
Escola Ramiro Noronha faz homenagem à Academia Pontaporanense de Letras

Divulgação (TP)

Alguns membros da Academia Pontaporanense de Letras foram convidados para assistir a apresentação de um trabalho desenvolvido pela Escola Municipal Ramiro Noronha. O trabalho consiste na produção escrita de interpretações das obras dos acadêmicos.

A diretora da Escola, Ana Cristina Espínola Candia, Anny, definiu com as seguintes palavras o encontro da comunidade com os componentes da APL: “mais do que lançar um trabalho, estamos vivendo um momento especial, recebendo e homenageando os membros da Academia Pontaporanense de Letras, pessoas preciosas em Ponta Porã”.

A Professora Edna Ferreira disse que os textos dos acadêmicos ajudam a ensinar as crianças. Ela trabalhou com a turma do 5° ano, um texto da escritora Elza Verão. Sua colega Maisa declamou o poema “nova geração”, de autoria da presidente da APL. Elza procurou estimular alunos e professores na produção de textos, fortalecendo a literatura local, um dos papeis da Academia.

A turma do 4° ano expôs uma interpretação da poesia de Terezinha Pereira. Emocionada, a escritora disse que se sentiu uma criança voltando no tempo em que curtiu a infância na Serra do Araripe, em Crato, Ceará.

Os alunos do 3° ano, orientados pela Professora Simone, trabalharam uma poesia da escritora Ennê Russul Vieira. A escritora, em sua fala, utilizou toda a experiência no Magistério para interagir com as crianças e lembrou da Ponta Porã de outrora, quando as pessoas colhiam guavira.

A obra de Felipe Ayala foi declamada pela diretora, Anny, fazendo uma bela homenagem à beleza e altivez da juventude fronteiriça. Felipe é um dos membros mais conhecidos na cidade e bastante querido por todos devido à sua conduta profissional e sensibilidade na escrita.

Já o acadêmico Nivalcir de Almeida contextualizou uma obra que produziu em homenagem às filhas Leticia e Luiza e às esposas Kátina (in memorian) e Andréa.

O resultado do trabalho desenvolvido em torno das obras dos membros da Academia Pontaporanense de Letras será levado para o III Festival Cultural da Educação, envolvendo as escolas da rede Municipal de Ensino. “Estamos preparando um livro gigante no qual os alunos vão expor os trabalhos referentes à interpretação dos textos dos acadêmicos”, informou a coordenadora Edineia.

O festival, segundo a Professora Elizabeth Brito, representante da secretária de educação, Professora Leny, no evento promovido pela Escola Ramiro Noronha, será realizado no dia 30 de setembro no Centro Internacional de Convenções.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LAGUNA CARAPÃ
Caminhão que seguia para Campo grande com mais de seis toneladas de maconha foi apreendido pelo DOF
PROPINA DIFERENTE
Traficante Minotauro usou canetas de US$ 900 para pagar propina a agentes paraguaios, afirma MPF
ECONOMIA
Seis milhões de pessoas pediram empréstimo na pandemia, diz IBGE
CORONAVÍRUS
Falta de leitos de UTI coloca em risco população de Dourados, diz secretário