Menu
Busca quarta, 23 de setembro de 2020
MS

MS fecha 1.949 vagas em novembro, pior resultado para o mês em 10 anos

Indústria de transformação e serviços foram os que mais demitiram.

18 dezembro 2015 - 20h30Por Fonte: g1
MS fechou 1.949 vagas de emprego com carteira assinada no mês de novembro, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado pelo Ministério do Trabalho nesta sexta-feira (18). O resultado é o pior para o mês em dez anos.

Nesse período, as demissões superaram as contratações em novembro também nos anos de 2006 (-1.008 postos), 2008 (-1.689 postos), 2011 (-1.285 postos), 2013 (-72 postos) e 2014 (-1.202 postos). Os anos que tiveram saldo positivo no 11º mês foram 2007 (106 vagas), 2009 (2.150 vagas), 2010 (985 vagas) e 2012 (287 vagas).

Comércio e administração pública foram os únicos setores de atividade econômica no estado que encerraram novembro de 2015 com resultado positivo, mesmo que pequeno: oito e um, respectivamente. O saldo de demissões foi maior que o de contratações na indústria de transformação (-824), serviços (-669), agropecuária (-228), construção civil (-177), extrativa mineral (-36) e serviços industriais de utilidade pública (-24).
De janeiro a novembro de 2015, considerando a série ajustada, o estado registrou queda de 4.474 vagas de emprego formais. Nos últimos 12 meses, o saldo negativo totaliza 15.718.

Municípios

Três Lagoas, a 313 quilômetros de Campo Grande, registrou 114 empregos gerados em novembro e lidera o ranking dos municípios sul-mato-grossenses com mais de 30 mil habitantes, de acordo com o Caged. Na sequência, aparecem com saldo positivo Coxim (21), Ponta Porã (15) e Naviraí (1).
Os municípios que registraram demissões foram Rio Brilhante (-5), Amambai (-19), Sidrolândia (-30), Aquidauana (-36), Maracaju (-56), Nova Andradina (-58), Corumbá (-128), Paranaíba (-251), Dourados (-287) e Campo Grande (-570).

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Caixa paga R$ 2,6 bilhões de auxílio a 4 milhões de beneficiários
CORONAVÍRUS
Rastrear: SES cria sistema de rastreamento e monitoramento de casos confirmados de Covid-19
LEGISLATIVO
Deputados devem apreciar quatro matérias na sessão desta quarta-feira
ECONOMIA
Receita Federal abre nesta quarta-feira consulta ao 5º lote do IRPF