Menu
Busca quarta, 30 de setembro de 2020
Política

Para valorizar o dinheiro público, programa Governo Consciente será lançado na próxima segunda-feira

05 novembro 2015 - 21h13Por Fonte: noticias
O governador Reinaldo Azambuja e o secretário de Estado de Administração de Desburocratização (SAD), Carlos Alberto de Assis, participam nesta segunda-feira (9) do lançamento do programa Governo Consciente, que tem como objetivo reduzir os gastos com custeio em todos os órgãos governamentais.

Desenvolvido em parceria com a Secretaria de Estado da Casa Civil, Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica e com a Subsecretaria de Comunicação, o programa vai trabalhar na conscientização dos servidores na geração da economia do dia a dia, com o foco voltado principalmente no consumo consciente e no uso eficiente dos recursos públicos.

De acordo com o secretário de Estado de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis, a meta é gerar uma economia em todas as secretarias e em áreas onde já está sendo feito um monitoramento de gastos. “Nosso objetivo é seguir a ideia praticada na Agepen, onde conseguimos economizar cerca de R$ 400 mil na conta de água”, disse.

Segundo o secretário, esse monitoramento está sendo realizado há cerca de dois meses nos gastos com água, energia elétrica, telefonia, passagens aéreas, diárias, vale transporte, combustível e manutenção de veículos, e passado as secretarias para que elas tomem conhecimento. “Estamos monitorando e informando cada secretaria, e nosso objetivo com o programa é colher bons resultados já no início de 2016, através da conscientização dos servidores”, afirmou.

O lançamento oficial o programa “Governo Consciente” será realizado a partir das 9h, no auditório da governadoria, e vai trazer uma mudança de hábito dos mais de 70 mil servidores públicos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Justiça Federal manda soltar acusados de invadir celular de Moro
ECONOMIA
Antecipação do INSS poderá ser pedida sem limitação de distância
ECONOMIA
Déficit primário do Governo Central atinge R$ 96,1 bilhões em agosto
NOTÍCIAS
1ª Câmara Cível considera regular a devolução de bem à revendedora