Menu
Busca sexta, 20 de abril de 2018
(67) 9.9973-5413
Política

PEC do Teto de Gastos do Executivo é aprovada por 17 votos

18 abril 2017 - 16h24Por Fonte: correiodoestado
A PEC do Teto de Gastos do Executivo foi aprovada hoje em segunda votação na Assembleia Legislativa, com 17 votos a favor e 5 contrários. A matéria deve ser promulgada pela Mesa Diretora da Casa ainda esta semana.

Mesmo com os discursos contrários feitos em tribuna pela oposição, a maioria da bancada do governo foi imprescindível para garantir a aprovação do projeto.

Além da bancada do PT (Amarildo Cruz, Pedro Kemp, João Grandão e Cabo Almi), o dissidente Lídio Lopes (PEN) também votou contrário a matéria do Executivo. "Não concordo com o congelamento dos investimentos por dez anos. Isso impede o Estado de crescer", declarou.

Porém o líder do partido do governo, deputado estadual Rinaldo Modesto (PSDB) rebateu as declarações do deputado do PEN. "Não vai congelar nada. Os investimentos podem ser aumentados junto com o IPCA. Podem confiar no governo", garantiu o tucano.

A deputada estadual Mara Caseiro (PSDB) também defendeu a necessidade da matéria ser aprovada. "Ter instrumento que limita o aumento dos gastos no cenário em que vivemos é necessário. O importante é ter esse instrumento para manter o equilíbrio do Estado".

A PEC

A Proposta de Emenda Constitucional prevê o congelamento de investimentos por dez anos em Mato Grosso do Sul. A matéria foi baseada na PEC do Governo Federal que determina controle de gastos por 20 anos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
STF nega recurso de Maluf para recorrer de condenação em liberdade
O placar da votação foi de 6 votos a 5 contra o recurso
JUSTIÇA
Mais um recurso de José Dirceu é negado na segunda instância
Com a negativa, abre-se caminho para que seja decretada a prisão
FRONTEIRA
Senad encontra depósito de maconha perto da fronteira com MS
MAIS RIGOROSA
Pena será maior para motorista bêbado que matar em acidente