Menu
Busca sábado, 31 de outubro de 2020
Polícia

PMA autua pecuarista por disposição de agrotóxicos ilegalmente dentro de floresta

04 março 2016 - 11h36Por Fonte: perfilnews
PMA de Aparecida do Taboado realizavam fiscalização ontem (3) à tarde em uma propriedade rural no município de Selvíria e localizaram 900 litros de agrotóxicos em 45 galões de 20 litros, armazenados a céu aberto, expostos diretamente ao solo, com riscos de contaminação. O produto foi encontrado em uma floresta protegida de reserva legal.

O armazenamento do produto perigoso da marca Artis contrariava as normas técnicas e a legislação ambiental, bem como a bula dos próprios produtos e, além disso, estava vencido desde o mês de abril de 2014, e aparentemente teria sido abandonado no local há tempos.

O funcionário da fazenda foi notificado a tomar as providências para a destinação adequada dos resíduos perigosos, conforme determina a legislação. A PMA também confeccionou um auto de infração administrativo contra o proprietário da fazenda e arbitrou multa de R$ 7.500,00.

O infrator, de 76 anos, residente em Três Lagoas responderá por crime ambiental, previsto pelo artigo 56 da Lei 9.605/1998 de: produzir, processar, embalar, importar, exportar, comercializar, fornecer, transportar, armazenar, guardar, ter em depósito ou usar produto ou substância tóxica, perigosa ou nociva à saúde humana ou ao meio ambiente, em desacordo com as exigências estabelecidas em leis ou nos seus regulamentos. Se condenada, poderá pegar pena de um a quatro anos de reclusão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Campanha eleitoral tem baixa ocorrência de fake news, afirma Barroso
CRIME AMBIENTAL
Paulista é autuado em R$ 10 mil por erosões em 2 hectares de área, causando degradação de córrego em sua fazenda em Inocência
ECONOMIA
Dívida bruta do governo deverá encerrar o ano em 96% do PIB
REGIÃO
Polícia Militar Ambiental de Campo Grande e Imasul realizam fiscalização na MS 040 e orientam condutores sobre resíduos lançados de veículos às margens de rodovias