Menu
Busca sábado, 26 de setembro de 2020
Ponta Porã

Secretaria de Obras faz levantamento de estragos causados pelas chuvas

Secretaria de Obras faz levantamento de estragos causados pelas chuvas

21 dezembro 2015 - 15h00Por Assessoria


As fortes e constantes chuvas que atingiram a região de fronteira provocaram verdadeiros estragos na pavimentação asfáltica e deixou quase que intransitáveis algumas vias ainda sem asfalto. Para avaliar a situação e montar um cronograma de recuperação, o secretário municipal de Obras e Urbanismo, Agnaldo Miudinho, reuniu quinta-feira, engenheiros do município e o coordenador da Defesa Civil Municipal, Mauro Camargo.

Segundo Miudinho, o prefeito Ludimar Novais (PDT), está preocupado com o grande volume de chuvas que vem atingindo a fronteira. “Causa preocupação porque algumas regiões ficaram em situação caótica, dificultando em muito a circulação de veículos e pessoas. A Secretaria de Obras está se desdobrando, mas não temos condições de atender todas as regiões ao mesmo tempo, por isso precisamos começar atacando naqueles locais onde os estragos foram maiores”, disse.

Miudinho explica que a operação tapa-buracos, por exemplo, aproveita cada minuto de sol para recuperar algumas vias. “Mas o problema é que em algumas localidades só mesmo com o recapeamento para recuperar o asfalto. Quando isso é necessário, acabamos nos esbarrando na falta de recursos para execução. Mas dentro das nossas condições estamos atendendo, trabalhando praticamente 24 horas por dia. Nossos aguerridos servidores estão compreendendo o momento difícil e todos eles têm colaborado muito com o município”, ressaltou.

Em algumas áreas não pavimentadas a Secretaria de Obras está colocando moledo e compactando. Em outros locais são feitos patrolamentos quando ocorre estiagem, além disso são várias equipes atuando no tapa-buracos e outros servidores estão concentrados na limpeza, poda de árvores e de grama. “Neste período chuvoso também aumentou muito o número de árvores derrubadas pelo vento, várias no centro da cidade. Quando somos informados no mesmo momento é enviada uma equipe com máquinas e caminhões para fazer a retirada, evitando dessa forma a interrupção do trânsito por longos períodos”, ressaltou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

INFORME PUBLICITÁRIO
Universidad Columbia del Paraguay, filial de Pedro Juan, abre matrículas para Medicina
TAQUARUSSU
Ambiental autua quatro em R$ 8,4 mil e apreende 139 quilos de pescado
INCÊNDIOS
Governo federal libera mais R$ 1,3 milhão para MS combater incêndios no Pantanal
MARACAJU
Menina procura a avó e diz que foi obrigada a ver filmes pornográficos