Menu
Busca domingo, 25 de outubro de 2020
Acidente

Trabalhador cai de torre a 10 metros de altura e sofre fratura exposta

11 abril 2016 - 11h36Por Fonte: campograndenews
Um trabalhador, que ainda não teve o nome divulgado, fazia serviço de manutenção em uma torre de telefonia celular, quando caiu de uma altura de 10 metros, na manhã de hoje (11), no km 450 da BR-163, em Campo Grande. A estrutura fica em posto de combustíveis desativado.

Conforme informações da CCR MSVia, concessionária que administra a rodovia, o rapaz fazia manutenção com mais três colegas de trabalho, quando se desequilibrou e caiu. Apesar de estar usando todos os equipamentos de segurança, a vítima sofreu fratura exposta na mandíbula e em uma das pernas.

Ele foi socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e encaminhado à Santa Casa. Segundo informações de testemunhas, a torre pertence a operadora de celular Vivo, mas ainda não se sabe se o funcionário presta serviço a empresa ou a uma terceirizada.

Acidentes de trabalho - Em 2015 foram registrados em Mato Grosso do Sul, 5.854 acidentes de trabalho. No total, foram 21 mortes no Estado, sendo sete na Capital. As estatísticas são de acidentes ocorridos durante a atividade. Não foram contabilizados os acidentes durante o trajeto, entre a residência e o local de trabalho do segurado.

No Estado, os acidentes de trabalho que lideram o ranking são não área de linha de produção com 420 casos. Ainda conforme SRT, muitas empresas não declaram o CAT (Comunicado de Acidente do Trabalho) ao INSS (Instituto Nacional de Seguro Social). As informações são da SRT/MS (Superintendência Regional do Trabalho e Emprego).

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA
Com novos testes positivos, casos de Covid-19 continuam crescendo em todo o MS
TRÁFICO
Motorista de guincho suspeita de contratante, aciona polícia e droga é encontrada dentro de carro em MS
SERVIDOR
Sonho que virou realidade, piloto da PM tem orgulho em servir a sociedade
CRIME AMBIENTAL
Polícia Militar Ambiental de Mundo Novo localiza e autua um pescador e autuará outro que divulgaram vídeo e fotos nas redes sociais praticando pesca predatória