Menu
Busca terça, 20 de outubro de 2020
MS

Turismo participa da mobilização contra a exploração sexual de crianças e adolescentes

09 maio 2016 - 13h41Por Fonte: noticias
Campo Grande (MS) – Em alusão ao dia 18 de Maio, "Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes", a Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul (Fundtur/MS), em parceria como Comitê de Enfrentamento da Violência e de Defesa dos Direitos Sexuais de Crianças e Adolescentes de Mato Grosso do Sul (Comcex/MS), a Comissão Intersetorial de Enfrentamento à Violência Sexual de Crianças e Adolescentes do Estado de Mato Grosso do Sul e outras entidades promovem em Campo Grande, ações com o intuito de fortalecer a mobilização de enfrentamento à problemática da violência sexual de crianças e adolescentes.

Para o diretor-presidente da Fundação de Turismo, Nelson Cintra, o objetivo da campanha é sensibilizar, mobilizar e convocar toda a população a participar da luta pela prevenção e enfrentamento à violência sexual de crianças e adolescentes. "É importante que a sociedade fique atenta ao abuso e exploração sexual de meninas e meninos e denuncie. Com a campanha queremos provocar a reflexão sobre a garantia dos direitos fundamentais de crianças e adolescentes sem violência e ou exploração", destacou.

Para marcar a semana de mobilização, na segunda-feira (18), serão realizadas ações de sensibilização e conscientização, a partir da 7h30, na Avenida Afonso Pena, com a Rua 14 de julho. O material que será distribuído estimula a denúncia através do disque denúncia número 100.

Conforme a Gestora de Ações Sociais da Fundação de Turismo e membro do Comcex-MS, Tânia Regina Comerlato a campanha pretende chamar a atenção para que cada cidadão assuma seu papel no combate à violência sexual. "Um grande número de crianças e adolescentes estão sendo explorados diariamente. Queremos que os responsáveis e envolvidos nos casos de abusos sejam responsabilizados pelos crimes praticados", reforça Tânia.

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes será lembrado em todo o país com palestras, seminários, workshops, caminhadas, marcados em vários dias desta semana em estados e municípios.

Para mais informações sobre a programação: 67 3384-2659 (Comcex-MS)

Denúncia Disque 100– Além da prevenção, o combate a essa realidade exige que os casos sejam denunciados. Portanto, se souber de algum caso de violência sexual infantil, procure o conselho tutelar, delegacias especializadas, polícias militar, federal ou rodoviária e ligue para o Disque Denúncia Nacional, de número 100.

Crime hediondo– Em maio de 2014 foi sancionada a lei que torna crime hediondo a exploração sexual de criança, adolescente ou pessoa vulnerável. Quem for condenado pela prática também fica impedido de obter anistia, graça ou indulto. A legislação prevê para o condenado por esse crime uma pena de quatro a dez anos de detenção.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Brasil e banco americano assinam acordo de US$ 1 bi em investimentos
JUSTIÇA
Construtora deve indenizar proprietário de apartamento novo com pisos rachados
CORONAVÍRUS
Em apenas 24 horas, MS registra 15 óbitos por coronavírus
POLÍTICA
Senado: Chico Rodrigues retifica pedido de licença de 90 para 121 dias