Menu
Busca sábado, 24 de outubro de 2020
Faculdade columbia
PANDEMIA

Mesmo com 60 mil recuperados, taxa de letalidade por Covid em Mato Grosso do Sul ainda preocupa

28 setembro 2020 - 11h45Por Portal do MS

O número de recuperados da Covid-19 em Mato Grosso do Sul é alto. Dados oficiais apresentados nesta segunda-feira (28) que mostram que de 68.325 casos confirmados da doença, 60.606 estão recuperados.

Mesmo com esse indicador positivo de quase 90% de pacientes curados, o secretário de saúde, Geraldo Resende lamentou ter de anunciar o aumento da taxa de letalidade. “Isso é um bom sinal e seria uma boa situação para comemorar. Mas temos dados que não são de comemorar. Nossa taxa de letalidade que permaneceu por muito tempo em 1.8 passa a ser de 1.9 no Estado”, pontuou.

Nas últimas 24 horas foram registradas 15 mortes em decorrência da Covid. A média móvel, que já indicou 12 óbitos por dia no Estado, com a atualização de hoje aponta que na última semana 14 vidas foram perdidas para a doença.

Já o indicador de internações manteve uma oscilação entre 450 a 550 casos segundo os gestores da saúde. Nesta segunda-feira existem 480 casos de internação pelo novo coronavírus, mais um de outro Estado. Do total de internados são 227 em leitos clínicos e 254 em leitos de UTI.

Devido ao final de semana os novos casos registrados nesta segunda são baixos. A base de dados oficiais, abastecida pelos municípios, confirmou mais 233 novos casos em Mato Grosso do Sul de ontem para hoje. Para se ter um número mais próximo da realidade, utiliza-se a média móvel, que indica a média dos últimos 7 dias. Nesse cálculo é possível saber que na última semana houve a confirmação de 613,1 casos por dia.

Confira aqui o detalhamento do boletim epidemiológico.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Resgates superam investimentos no Tesouro Direto em R$ 168,48 milhões
EDUCAÇÃO
Censo mostra que ensino a distância ganha espaço no ensino superior
ECONOMIA
Contas externas têm em setembro sexto mês seguido de saldo positivo
INTERNACIONAL
Brasil e outros 31 países assinam declaração sobre saúde da mulher