Menu
Busca domingo, 16 de junho de 2019
COPA AMÉRICA

Brasil vai barrar entrada de 5 mil torcedores argentinos violentos

03 junho 2019 - 09h00Por G1

O ministro da Justiça, Sergio Moro, assinou nesta sexta-feira, dia 31 de maio, em Buenos Aires, um acordo para que a Argentina compartilhe com o Brasil informações sobre 5 mil torcedores com antecedentes de violência e delitos, os chamados "barrabravas", para que eles não consigam vir ao país durante a Copa América, que começa em 14 de junho.

Caso ainda assim entrem no território do Brasil, a ideia é barrá-los na porta dos estádios, a pedido do próprio governo argentino.

"Esse acordo faz parte apenas de uma pequena parcela do que está sendo feito no Brasil para garantir a segurança em relação a toda espécie de incidente", disse Moro.

O documento de cooperação foi assinado pelo ministro brasileiro e pela ministra da Segurança da Argentina, Patricia Bullrich, durante a 43ª reunião de ministros do Interior e da Segurança e da 49ª reunião de Ministros da Justiça do Mercosul e Estados associados.

Torcedores de 44 times

Segundo a agência Reuters, a base de dados inclui 5.400 torcedores de 44 times de futebol que foram proibidos de ter acesso aos estádios argentinos por terem participado de atos de violência, entre os quais se encontram 950 "barrabravas" do River Plate e 900 do Boca Juniors, informou uma fonte do governo do presidente Mauricio Macri.

A partir desta informação, o Ministério da Justiça brasileiro resolveu "impedir o ingresso ao país de toda pessoa que conste dos sistemas de controle migratório como membro de uma torcida envolvida com violência nos estádios".

Tal como aconteceu durante a Copa da Rússia, virão ao Brasil seis pessoas do programa argentino Arquibancada Segura "para supervisionar os ingressos aos estádios e impedir o acesso de 'barrabravas' que tenham burlado os controles fronteiriços", disse à Reuters o diretor nacional de segurança em eventos de futebol da Argentina, Guillermo Madero.

A seleção argentina estreará na Copa América em 15 de junho frente à Colômbia em Salvador, voltará a jogar no dia 19 contra o Paraguai em Belo Horizonte e encerrará sua participação na primeira fase no dia 23 enfrentando o Catar em Porto Alegre.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Com apoio de professores, estudantes marcham até UFGD e ocupam reitoria
NAVIRAÍ
Agentes brigam dentro de penitenciária por discordarem de ordens da diretoria
POLÍTICA
Moro diz que pode ter cometido um "descuido formal"
POLÍCIA
Homem tenta matar esposa após denúncia por agressão