Menu
Busca quinta, 01 de outubro de 2020

"Não muda nada", diz Muricy sobre vitória do Barça no clássico

Sub-Título

10 dezembro 2011 - 21h41
Uol

O técnico do Santos, Muricy Ramalho, assistiu à vitória do Barcelona por 3 a 1 sobre o Real Madrid neste sábado e afirmou que a boa exibição do time de Lionel Messi não criou uma preocupação a mais para o possível duelo na final do Mundial de Clubes.

Em Nagoya, Muricy foi entrevistado pelo canal ESPN Brasil e disse o seguinte sobre a partida: “Não muda nada, porque eles estão acostumados a vencer. É um time que não oscila, acontece só às vezes, como naquele jogo com o Getafe. A única coisa que poderia acontecer nesse jogo seria uma contusão de algum titular”.

Mesmo que o time de Josep Guardiola sofresse algum desfalque por conta do desgaste do clássico, Muricy destacou que o time tem um plantel que pode suprir qualquer ausência.

“Eles não poupam titulares por causa disso, porque o técnico sabe que tem como substituir. Por isso que os times da Europa levam tanta vantagem”, afirmou o técnico santista, planejando uma estratégia cautelosa para a possível final a partir do que viu pela TV no clássico espanhol.

“Todos os times que jogam contra o Barcelona querem sair pressionando, mas isso só acontece nos primeiros minutos, como foi contra o Real Madrid. Depois que eles começam a tocar a bola, tomam conta do jogo. Pressionar o tempo todo não dá resultado. Se faz pressão, estica demais o campo e a defesa tem que ficar mais compacta, e no Brasil não costumamos jogar assim”, observou Muricy.

O treinador afirmou que pode ser melhor alternar momentos de pressão com um jogo mais defensivo, esperando o adversário para jogar no contra-ataque. “Eles chegam com todo mundo no ataque, foi uma aula que o Barcelona deu hoje. Esse 3 a 1 saiu até barato”, analisou.

Para Muricy tropeços como na derrota contra o Getafe pelo Campeonato Espanhol acontecem, e por isso há esperanças. “O Getafe teve sorte, e o campo pequeno favoreceu também. Jogos como esse dificilmente acontecem com o Barcelona. Mas às vezes eles facilitam com toda a confiança que eles têm de sair jogando”, completou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Pesquisa comprova que covid-19 é também doença vascular
ECONOMIA
Criação de empregos em agosto atinge melhor nível em nove anos
SERVIDOR
Governo deposita salários de servidores nesta quinta-feira
SAÚDE
Covid-19: Anvisa reduz exigências para análise de registro de vacinas