Menu
Busca quarta, 20 de janeiro de 2021

Apesar de acordo do governo com a Proifes, professores da UFRJ decidem manter greve

04 agosto 2012 - 14h50
Agência Brasil

Os professores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) decidiram em assembleia hoje (3), no campus da Ilha do Fundão, manter a greve da categoria que já dura dois meses. A Associação dos Docentes da UFRJ disse, em nota, que uma nova assembleia, marcada para a próxima sexta-feira (10), poderá ser antecipada “se houver alguma novidade no processo de negociação [com o governo], em Brasília”.

O governo assinou hoje (3) acordo com uma das quatro entidades de classe que representam a categoria, a Federação de Sindicatos de Professores de Instituições Federais de Ensino Superior (Proifes). Os docentes da UFRJ não aceitam o acordo com a Proifes, entidade que, segundo eles,“não representa nacionalmente a base da categoria, composta por quase 100 mil docentes”.

De acordo com Mauro Iasi, presidente da Associação de Docentes da UFRJ, “o governo adotou uma postura arrogante e desrespeitosa com a categoria ao querer assinar um acordo com uma entidade (Proifes) praticamente insignificante diante da maioria da categoria. Agora reforçaremos nossas manifestações para que o governo reabra novamente as negociações. Nosso desejo é dar fim a este impasse o mais rápido possível”, disse.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Saúde alerta sobre ligações e SMS falsos de cadastro para vacinação
IMUNIZAÇÃO
Primeiros imunizados contra Covid-19 relatam emoção e encorajam população
REGIÃO
Administrador de empresas é autuado por desmatamento ilegal
SAÚDE
Distanciamento continua fundamental, mesmo com vacinação, diz Opas