Menu
Busca segunda, 25 de janeiro de 2021
Faculdade columbia - Matrículas abertas 2021
SEGURANÇA PÚBLICA

Apreensões de drogas batem recorde em Mato Grosso do Sul e ultrapassam 707 toneladas em 2020

05 dezembro 2020 - 10h00Por Portal MS

Balanço divulgado pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) mostra que só este ano as polícias estaduais tiraram de circulação, de janeiro a novembro, mais de 707 toneladas de drogas em Mato Grosso do Sul. O aumento é de 103% em comparação com o mesmo período do ano passado, quando foram apreendidas pouco mais de 348 toneladas de drogas.

Do total de drogas interceptadas este ano no Estado a grande maioria, mais de 693 toneladas, é de maconha, em seguida vem outras drogas como, por exemplo, as sintéticas, com mais de 11 toneladas; de cocaína são 2,3 toneladas, de pasta base mais de 1 tonelada, haxixe 341,1 quilos e crack 36,8 quilos.

Eficiência das polícias estaduais, incremento das fiscalizações com a Operação Hórus, realizada no Estado por meio de parceria entre a Sejusp e o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), via Secretaria de Operações Integradas (Seopi), aumento do consumo com a pandemia de coronavírus, são fatores que contribuíram para o recorde histórico de apreensões segundo o secretário de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira.

Das 707,8 toneladas apreendidas, 258,5 foram tiradas de circulação pelo Departamento de Operações de Fronteira (DOF), a maioria na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai. Para o diretor do DOF o resultado extraordinário é fruto do trabalho integrado, da inteligência e do aumento da presença policial na região de fronteira. “Os números mostram que deu certo a estratégia adotada pela Sejusp, que investiu em inteligência policial, aumento da presença policial na região de fronteira e na integração das forças policiais que atuam nessa região”, afirma.

O diferencial do DOF, garante o coronel Wagner, é a mobilidade e domínio do terreno, combinado com ações de inteligência. “Para atingir estes resultados ampliamos a capacidade da nossa Coordenadoria de Inteligência e implementamos ferramentas que aperfeiçoaram o processamento dos dados coletados”.

Polícia Militar Rodoviária apreendeu mais de 150 toneladas neste ano

O comandante da Polícia Militar Rodoviária, coronel Wilmar Fernandes, acredita que o incremento do efetivo e a integração foram primordiais para o aumento nas apreensões. “Além disso, nós adotamos novas estratégias de combate e implementamos o grupo Tático Ostensivo Rodoviário, o TOR, com policiais especializados e treinados o enfrentamento aos crimes transfronteiriços”, explica.

Ao todo a Polícia Militar Rodoviária apreendeu ao longo de 2020 mais de 156,2 toneladas de drogas, sendo 155 toneladas de maconha, 1 tonelada de skunk, 218 quilos de pasta base e 28 quilos de cocaína.

A Denar é a responsável pelas apreensões feitas na Capital

Do total de drogas apreendidas no Estado, quase 10 toneladas foram interceptadas em Campo Grande pela Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (Denar). A unidade da Polícia Civil também destruiu mais de 62,9 toneladas de entorpecentes nas várias incinerações realizadas na Capital este ano. “Nós estamos tendo êxito nas nossas ações, assim como as demais forças estaduais, por meio do trabalho de inteligência, focado com o trabalho de campo”, afirma o delegado Gustavo Ferraris, titular da Denar.

As drogas interceptadas pelas forças de segurança estaduais até agora equivalem a uma apreensão diária de 2,1 toneladas de drogas.

Fotos: Divulgação

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Ainda sem aprovação do Orçamento 2021, governo deve controlar gastos
SAÚDE
Estados brasileiros começam a receber vacina de Oxford
SAÚDE
Número de casos de Covid-19 continua alto na maioria das cidades do Estado
NOTÍCIAS
Prêmio Sesc de Literatura abre inscrições para obras inéditas