Menu
Busca quarta, 30 de setembro de 2020

Brasil sem Miséria já tem mais de 800 mil pessoas cadastradas em todo o país, diz ministra

Brasil sem Miséria já tem mais de 800 mil pessoas cadastradas em todo o país, diz ministra

17 janeiro 2012 - 15h20
Agência Brasil

A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, informou hoje (17), em Salvador, que o plano Brasil sem Miséria já tem mais de 100 milhões de pessoas cadastradas em todo o país. Ela elogiou o sistema do cadastro único, que facilita o controle sobre os beneficiados, e destacou o estágio avançado em que está o plano, que promove “grandes conquistas” no Brasil.

A meta do Brasil Sem Miséria é elevar a renda e melhorar as condições de vida de pessoas cuja renda mensal é inferior a R$ 70. Pelos dados do Censo 2010, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), há cerca de 16,2 milhões de brasileiros que ganham menos de R$ 70 por mês.

O assunto foi tema hoje do 2º Encontro Estadual do Programa Bolsa Família, que está sendo realizado na capital baiana. A ideia é debater perspectivas e desafios do CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais) dos municípios baianos e as ações do programa em parceria com o Plano Brasil sem Miséria. As discussões serão concluídas amanhã (18).

Em discurso, a ministra Tereza Campello destacou que apenas com o Bolsa Família o país não irá superar a extrema pobreza, mas sim com um conjunto de ações sociais eficazes. Ela citou o cadastramento de mais 800 mil pessoas no Bolsa Família como uma das metas a serem cumpridas até 2013. Segundo a ministra, o programa já beneficia 40 milhões de pessoas.

Além de Tereza Campello, participaram da abertura do encontro o secretário de Desenvolvimento Social da Bahia, Carlos Brasileiro, e o ex-ministro da Defesa e da Controladoria-Geral da União (CGU) Waldir Pires. Cerca de 1,7 mil pessoas participam do encontro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Justiça Federal manda soltar acusados de invadir celular de Moro
ECONOMIA
Antecipação do INSS poderá ser pedida sem limitação de distância
ECONOMIA
Déficit primário do Governo Central atinge R$ 96,1 bilhões em agosto
NOTÍCIAS
1ª Câmara Cível considera regular a devolução de bem à revendedora