Menu
Busca segunda, 03 de agosto de 2020

Cientistas encontram gene ligado à dependência do álcool e da nicotina

Cientistas encontram gene ligado à dependência do álcool e da nicotina

13 setembro 2011 - 10h32Por G1
Cientistas encontraram uma enzima que, ao que parece, está envolvida na resposta do cérebro ao álcool e à nicotina. O achado gera a esperança de que a dependência das duas drogas possa vir a ser tratada com um único medicamento, no futuro.

Num estudo publicado pela revista científica “Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS)”, os pesquisadores conseguiram criar camundongos sem o gene da proteína quinase C épsilon. Comparados aos animais que tinham o gene, eles consumiram uma solução de nicotina em quantidade menor.

Além disso, mantiveram a quantidade consumida num nível estável, ao contrário do outro grupo. Isso indica que o gene está relacionado à dependência química da nicotina.

No passado, um procedimento semelhante mostrou que o mesmo gene está ligado ao alcoolismo.

“Isso pode significar que esses camundongos [os que não têm o gene] não têm o mesmo senso de recompensa da nicotina e do álcool”, afirmou Robert Messing, da Clínica e Centro de Pesquisa Ernest Gallo, ligado à Universidade da Califórnia, em São Francisco, nos EUA. O sistema de recompensa é um setor do cérebro relacionado ao vício.

Na visão do pesquisador, portanto, um medicamento que neutralizasse a ação desse gene poderia ser uma forma de tratar a dependência do álcool e do tabaco.

Deixe seu Comentário

Leia Também

INPE
Incêndios na Amazônia aumentaram 28% em julho em comparação ao ano passado
FORMULA 1
Hamilton vence GP da Inglaterra após ter pneu furado na última volta
CORONEL SAPUCAIA
Mulher morre queimada após casa pegar fogo em aldeia indígena
GERAL
Governo equipa todas microrregiões de MS com estrutura de UTI’s-Covid