Menu
Busca quinta, 06 de agosto de 2020

Delcidio vai a ministro pedir FAEMS no conselho da SUDECO

Delcidio vai a ministro pedir FAEMS no conselho da SUDECO

20 setembro 2011 - 09h55Por Assessoria
O senador Delcídio do Amaral(PT/MS) se reúne hoje (21), às 10h, com o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, para solicitar a inclusão da Federação das Associações Comerciais de Mato Grosso do Sul no Conselho da Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste (SUDECO).

“É uma reivindicação mais do que justa dos empresários do nosso estado, especialmente em função da força do comércio na economia sul-mato-grossense. Nada mais legítimo do que a FAEMS ter assento na SUDECO para que ela possa participar diretamente das decisões que a superintendencia venha a tomar na definição dos investimentos a serem feitos em Mato Grosso do Sul”, afirmou o senador, durante reunião promovida nesta segunda-feira, 19 de setembro, pela FAEMS, na sede da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande.

Além de se reunir com o ministro Bezerra, Delcídio vai assinar o documento com a mesma reivindicação, a ser enviado a SUDECO por todos os membros da bancada de Mato Grosso do Sul em Brasília. No encontro promovido pela FAEMS, do qual participaram dezenas de empresários e dirigentes de associações comerciais de todas as regiões do estado, o senador voltou a defender a diminuição a carga tributária como forma de promover o desenvolvimento e aumentar a arrecadação.

“A carga tributária no Brasil já passou da conta. Temos que reduzí-la para desonerar investimentos e a folha de pagamento das empresas. Os movimentos nesse sentido já começaram. Na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, por exemplo, estamos discutindo a renegociação das dívidas dos estados, a desoneração das exportações e a revisão dos incentivos à importação.. Temos que acabar com essa crença existente no país de que diminuir impostos provoca redução da arrecadação. Ao contrario. Experiências recentes comprovam que , quando se diminui as alíquotas, cai o preço dos produtos, o consumo aumenta e a arrecadação também”, ponderou Delcídio.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Agentes prisionais tiveram saúde mental abalada na pandemia
Pesquisa mostra que tensão entre os presos é um dos motivos
SAÚDE
MP destina R$ 1,99 bilhão para viabilizar vacina contra covid-19
TRÊS LAGOAS
Polícia Militar Ambiental captura jiboia em condomínio
NOTÍCIAS
Paraguai prevê reabertura de lojas da fronteira em setembro
Ministro de Relações Exteriores diz que conversa está avançada com governo brasileiro