Menu
Busca domingo, 16 de junho de 2019
HABILITAÇÃO

Emissão de CNH tem queda de 22% em MS

18 maio 2019 - 13h00Por Da Redação com informações do Correio do Estado

A quantidade de emissões da primeira Carteira de Habilitação caiu 22,36% em Mato Grosso do Sul, nos quatro primeiros meses deste ano, em comparação com o mesmo período de 2016. O levantamento do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS), apontou que as novas Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) passaram de 10.318 para 8.010. 

A queda vem sendo registrada há quatro anos e, para representantes do Detran, comprova a dificuldade financeira das pessoas. Para tirar uma CNH, o condutor gasta, em média, R$ 2,5 mil, e tem um ano para concluir todo o processo. 

Na prática, a emissão de pedidos para quem vai fazer o documento pela primeira vez diminuiu a partir de 2016. A maior queda foi em 2017, quando passou para 8.005, no ano seguinte aumentou um pouco para 8.640 no período. Mas, em 2019 voltou a ter queda, com registro de 8.010 nos quatro primeiros meses do ano. Enquanto isso, no mês de maio a redução também se confirma, passando de 2.325, em 2016, para 2.251 no ano passado. Este ano, até o dia 14 de maio foram apenas 590 novas CNH, no caso de primeira habilitação.

O chefe de divisão de exames de habilitação do Departamento, Marcelo de Moraes Vaz, explica que paralelamente a queda da primeira habilitação, a quantidade geral de emissões referente a CNH- que incluem renovação e mudança de categoria, por exemplo - aumentou, passando de 254.531, em 2016, para 267.190, em 2018.

Este ano foram 94.942 até o dia 14 de maio. “Na minha observação, o aumento geral ocorreu porque as pessoas que não dirigiam passaram a ter interesse justamente por conta dos aplicativos de carona e viram uma possibilidade de emprego. E outra situação é relativa a idosos, que caso comprovada a incapacidade de dirigir, podem adquirir veículo com isenção fiscal”, explicou Vaz.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Com apoio de professores, estudantes marcham até UFGD e ocupam reitoria
NAVIRAÍ
Agentes brigam dentro de penitenciária por discordarem de ordens da diretoria
POLÍTICA
Moro diz que pode ter cometido um "descuido formal"
POLÍCIA
Homem tenta matar esposa após denúncia por agressão