Menu
Busca sábado, 16 de janeiro de 2021

Estudo em MS aponta que 13% dos caminhoneiros consomem drogas

02 agosto 2012 - 14h40
G1 MS


Um estudo feito pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Mato Grosso do Sul apontou que 13% dos caminhoneiros consomem algum tipo de droga para cumprir as extensas jornadas de trabalho. A amostragem foi obtida por meio de exame de urina de 102 motoristas de caminhão. Em 61% das amostras que deram positivo, foi encontrada cocaína.

O superintendente da PRF no estado, Ciro Ferreira, alerta que o condutor usa as substâncias ilegais quando passa a ter os seus reflexos diminuídos por conta do tempo execessivo na direção. “Ele vai forçando a jornada e acaba tendo que tomar um medicamento ou fazer o uso de drogas e isso vai prejudicando a saúde do caminhoneiro e contribui também para os acidentes de trânsito”, enfatizou o superintendente.

Por amostragem, a polícia acredita que dos mais de 5 mil caminhoneiros que circulam por dia pela BR-163 em Mato Grosso do Sul, cerca de 600 rodam sob efeito de drogas. Roberto Sinai, membro do Sindicargas, destaca que o índice é alto e preocupante.

“O sindicato vai estar buscando, junto ao Ministério do Trabalho e aos policiais que fiscalizam a rodovia, soluções para o combate deste tipo de consumo. Não é interessante para o empresário, nem para o autônomo e muito menos para o trabalhador que se faça uso dessas anfetaminas que podem causar acidentes no trânsito", afirmou Sinai.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BR 158
PMA autua empresa mato-grossense por derramamento de cerca de 22 mil litros de combustível
ECONOMIA
China contribuiu com mais da metade do superávit comercial do Brasil
RIO BRILHANTE
Polícia Civil prende suspeitos de tráfico de drogas que faziam parte organização criminosa
NOTÍCIAS
Negada indenização a comprador de veículo que não comprovou defeito em motor