Menu
Busca terça, 26 de março de 2019
(67) 9.9973-5413
PI SANESUL
GERAL

Governo lança Ação Solidária de Natal na segunda-feira

09 novembro 2018 - 15h30Por Da redação

Para estimular o espírito de solidariedade entre os servidores públicos, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Administração e Desburocratização (SAD), lança na segunda-feira (13/11), às 9h, no auditório da Governadoria, a 4ª Campanha de Doação de Brinquedos – Divida a Brincadeira.

A ação que já virou tradição entre os servidores públicos estaduais objetiva arrecadar brinquedos novos ou em bom estado de conservação para presentear crianças carentes neste Natal. O evento contará com a participação da madrinha da Campanha e primeira-dama, Fátima Azambuja.

A frente da organização, o secretário de Estado da SAD, Édio de Souza Viégas, observa a importância das iniciativas que ofereçam oportunidade para o servidor demonstrar o lado humano, o espírito de solidariedade. “O servidor é peça fundamental do nosso Governo, e deve ser inserido nas ações sociais. É mais uma grande campanha para humanizar as ações do Governo do Estado mobilizando o servidor e sua família. Uma ação simples que fará a diferença na vida de muitas crianças”, afirma completando que a novidade deste ano será o envolvimento mais efetivo dos servidores estaduais do interior do Estado.

A Campanha começará a recolher doações a partir do lançamento e segue até 7 de dezembro. Para participar o servidor poderá levar os brinquedos até os postos de coleta que estarão disponíveis em todas as secretarias de Estado e nos demais órgãos públicos na Capital e no interior.

Os brinquedos arrecadados serão entregues para instituições carentes. Nos últimos três anos, 23.179 brinquedos foram arrecadados entre os servidores estaduais e repassados a mais de 40 entidades assistenciais de Mato Grosso do Sul.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Saúde de Ponta Porã recebe nova ambulância do Samu e mais dois veículos
EMPREGO
Comércio em Ponta Porã encerra fevereiro com variação de 106 postos de trabalho
NOVA POLÊMICA
Bolsonaro determina que 'golpe de 64' tenha 'comemorações devidas'
ECONOMIA
País cria 173 mil empregos, maior resultado para fevereiro desde 2014