Menu
Busca quarta, 02 de dezembro de 2020

"Hooligans" argentinos articulam presença na Copa de 2014

01 outubro 2011 - 09h00
"Hooligans" argentinos articulam presença na Copa de 2014 com ajuda de torcedores do Inter

Uol

Torcedores fanáticos argentinos estão em contato com integrantes da torcida do Internacional, de Porto Alegre, para facilitar a sua presença no Brasil para a Copa de 2014. Batizada de Hinchadas Unidas Argentinas (HUA), o grupo segue a seleção do país nas competições e já teve membros deportados durante o Mundial da África do Sul.

Uma das intenções deste contato é justamente evitar contratempos como os ocorridos na última Copa do Mundo. A primeira aproximação do grupo que reúne cerca de 43 barrabravas (espécie de hooligans argentinos) e a torcida do Inter aconteceu na final da Recopa, quando o clube brasileiro venceu o Independiente e conquistou o título.

O segundo contato aconteceu durante o primeiro Superclássico, realizado há duas semanas, em Córdoba. Segundo informações do site Canchallena, os torcedores argentinos receberam os representantes da torcida do Inter e em seguida foram juntos ao estádio Mario Kempes, onde foi realizada a partida.

“Nosso plano é estar nos estádios incentivando o Brasil. Se o governo brasileiro não nos deixa estar com nossa seleção, estaremos com as torcidas latinas. Queremos estar nos estádios”, afirmou o torcedor Hierro Martins, líder de uma torcida organizada colorada e um dos responsáveis pela aproximação com a HUA.

Durante o Mundial da África do Sul, em 2010, diversos torcedores barrabravas foram deportados do país pela polícia local. A Polícia Federal argentina trabalhou em conjunto com autoridades locais para apontar torcedores com passagens criminais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LAGUNA CARAPÃ
Caminhão que seguia para Campo grande com mais de seis toneladas de maconha foi apreendido pelo DOF
PROPINA DIFERENTE
Traficante Minotauro usou canetas de US$ 900 para pagar propina a agentes paraguaios, afirma MPF
ECONOMIA
Seis milhões de pessoas pediram empréstimo na pandemia, diz IBGE
CORONAVÍRUS
Falta de leitos de UTI coloca em risco população de Dourados, diz secretário