Menu
Busca domingo, 28 de fevereiro de 2021

Horário de verão reduzirá demanda de energia em 4,6%, diz ONS

13 outubro 2011 - 21h07Por Terra
O horário de verão que começa no próximo domingo deverá reduzir a demanda por energia no horário de pico em cerca de 4,6% no País, ou em 2.650 MW, segundo estimativas do Operador Nacional do Sistema (ONS) elétrico nesta quinta-feira. O horário de verão 2011-2012 vigorará para as regiões Sudeste, Centro Oeste e Sul e será o mais longo desde 1985, com 133 dias e término em 26 de fevereiro de 2012.

Com a redução da demanda por energia no horário de pico, entre 18h e 21h, quando o consumo de energia aumenta significativamente, o custo esperado da geração térmica evitada é estimado em R$ 75 milhões. Este custo é referente a energia de termelétricas que teriam que ser acionadas para atender a demanda, caso o horário de verão não fosse aplicado.

O custo do investimento evitado com expansão da capacidade instalada para atender a demanda é estimado em R$ 3,6 bilhões. Já a economia de energia prevista com o horário de verão é de 0,5%, ou de 280 MWh.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Nota MS Premiada
Moradores de Campo Grande e Três Lagoas acertam sena e dividem prêmio de R$ 100 mil
MEIO AMBIENTE
Polícia Ambiental disponibiliza Cartilha do Pescador 2021 com todas regras de pesca
PANDEMIA
Capital registra 542 novos casos de Covid -19 nas últimas 24 horas
AGRICULTURA FAMILIAR
Com apoio do Governo do Estado, casal planta hortas e cria agrofloresta em área urbana da Capital