Menu
Busca sexta, 27 de novembro de 2020

Indústria de processamento de algodão em MS está pronta

Indústria de processamento de algodão em MS está pronta

05 dezembro 2011 - 10h26Por Jornal do Povo
O processo de industrialização incentivado pelo governo do Estado fez surgir a primeira indústria sul-mato-grossense de processamento de algodão. A CFSA Indústria e Comércio de Ração Animal está instalada em Chapadão do Sul, que já é referência em produção da matéria-prima. O governador André Puccinelli participou da inauguração da fábrica na sexta-feira passada e anunciou ao proprietário, empresário Severino Bispo da Silva Filho, que a Licença de Operação acaba de ser concedida, o que permite o início de funcionamento da planta.

A unidade industrial, no km 107 da MS-306, é um negócio do Grupo Acreforte e inicialmente estava prevista para ser implantada em outro Estado. A ação articulada do Governo Estadual, com o Programa MS Empreendedor, e da Prefeitura, com o ProdChap, garantiu os incentivos que tornaram a cidade sul-mato-grossense a melhor escolha para o empresário. Com capacidade de esmagamento de 600 toneladas/dia e geração de cerca de 100 empregos diretos e 300 indiretos, a unidade teve investimento inicial em torno de R$ 8 milhões.

“Dentro das ações que o governo executa, ficamos muito gratos em ver situações como essa, de apoiar e ajudar a iniciativa privada a fazer”, afirmou André, que além da área fiscal, destacou o trabalho ágil de licenciamento ambiental, cuja demora costuma ser uma preocupação dos empreendedores. Ele anunciou no evento ao dono da usina que a LO (Licença Operacional) acaba de ser liberada. “O governo quer incentivar a iniciativa privada e a diversificação. Precisamos garantir competitividade, por isso nossos incentivos podem chegar a até 90% de isenção, com graduação maior ou menor na proporção do investimento realizado, dos empregos gerados, e na inovação. Não queremos prejudicar as indústrias já instaladas”, explicou.

“A esses incentivos que o governo e a Prefeitura nos deram, vamos retribuir para a região, vamos dar uma resposta muito boa”, agradeceu Bispo. “Os produtores dessa região de Mato Grosso do Sul já eram fornecedores nossos. Agora vamos agregar valor. O produto de vocês vai sair de matéria-prima para matéria industrializada, gerando mais emprego e mais renda”.

As atividades na unidade fabril são o esmagamento do caroço de algodão; a retirada da “torta” (resíduo que servirá à produção de ração, fornecida a clientes que criam animais em confinamento para abate); e a extração do óleo, que vai para a produção de biodiesel.

O prefeito Jocelito Krug atribuiu a instalação da unidade à disposição municipal em garantir o empreendimento, e à pronta resposta do governador André Puccinelli com os incentivos que garantiram competitividade a Chapadão do Sul no negócio. Segundo ele, a nova indústria vai representar incremento de 10% no PIB (Produto Interno Bruto) do município, que hoje é de cerca de R$ 600 milhões.

Outra vantagem, é que se trata de uma unidade com negócio inovador no Estado, ressaltou Krugt. “Os consumidores tinham problema porque muitas vezes a presença de caroço em meio à ração transmitia cheiro para a carne. Agora, vai-se extrair o óleo e a “torta”, e dela vai ser feita a ração”, comparou, completando que produtores de algodão do vizinho Mato Grosso deverão também ser fornecedores de caroços para esmagamento na planta industrial.

Em um balanço de ações que têm incentivado o crescimento e a diversificação da indústria em Mato Grosso do Sul, o governador anunciou que para o ano de 2012 mais seis usinas sucroenergéticas deverão ser instaladas; e que o setor de papel e celulose se consolidam com mais duas indústrias garantidas e uma que está por confirmar.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Ex-servidora excluída de plano de saúde tem garantida manutenção como beneficiária
MEIO AMBIENTE
PMA e Ibama realizam orientação a empresas e pousadas de turismo
JUSTIÇA
Dono de gleba tem direito a reinstalação de porteira para acesso à propriedade
FATALIDADE
Mulher morre queimada após casa pegar fogo em MS
De acordo com a polícia, vítima estava sozinha dentro de casa, em Coronel Sapucaia. Corpo ficou completamente carbonizado e foi levado para o IML de Ponta Porã