Menu
Busca quarta, 02 de dezembro de 2020

Inscrições para o Vale-Universidade terminam no próximo dia 10

Inscrições para o Vale-Universidade terminam no próximo dia 10

02 fevereiro 2012 - 10h11Por Assessoria
O processo seletivo 2012 do Programa Vale-Universidade encerra-se no próximo dia 10 de fevereiro. Os candidatos devem estar atentos aos requisitos exigidos pelo programa e fazer a inscrição por meio do site www.setas.ms.gov.br .

O governo de Mato Grosso do Sul, por meio da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas), oportuniza ao estudante universitário de baixa renda aprimorar a sua formação profissional, mediante concessão de benefício social.

Muitos acadêmicos conseguiram concluir seus estudos através do programa, como a jornalista Aline Lira, que após terminar a faculdade conseguiu emprego no mesmo local em que realizava o estágio. “O Vale-Universidade foi uma boa oportunidade para aperfeiçoar o meu conhecimento na área, e no meu caso conseguir me inserir no mercado de trabalho. Como eu cursava uma faculdade pública, o meu desejo era assim que concluísse os estudos através da experiência adquirida conseguisse uma vaga de emprego na minha área”, comemora a jornalista.

Dayene Paz, também jornalista, está comemorando seu primeiro emprego na área. “Graças ao Programa Vale-Universidade eu consegui terminar meus estudos e adquirir experiência profissional, foi uma ótima oportunidade. Assim que terminei a faculdade passei de estagiária direto para o cargo de jornalista numa empresa de comunicação, o programa sem dúvida foi fundamental pois me ajudou financeiramente e me deu maturidade para enfrentar o mercado de trabalho concorrendo com profissionais já experientes na área”.
Inscrições

O interessado em se inscrever deverá obrigatória e sequencialmente ler: Lei, Decreto, Resolução e a relação das Instituições de Ensino Superior conveniadas ao Programa Vale-Universidade. Preenchida a ficha de inscrição, o acadêmico deverá revisar suas informações para finalizar sua inscrição e imprimir o protocolo gerado, ressaltando que deverá ter uma atenção especial no momento de preencher o nome do curso, pois as alternativas de curso resumem-se estritamente às pré estabelecidas na ficha de inscrição, não existindo a seleção de curso semelhante ou relacionado.

Após o período de inscrição será realizada a classificação preliminar dos candidatos. Os nomes dos pré-selecionados serão divulgados pela internet, na página eletrônica da Secretaria e nas Instituições de Ensino Superior conveniadas ao programa, para comparecer no dia, hora e local designados. No dia de comparecimento, o acadêmico deverá levar cópia e original, se for o caso, de toda a documentação especificada no art. 6º., incisos I e II e no art. 7º. da Resolução nº 79/2011.
Requisitos

Pode participar do programa o acadêmico que comprove renda individual igual ou inferior a R$ 1.100,00 e renda familiar mensal de até R$ 2.300,00, além de estar matriculado em curso presencial de bacharelado ou licenciatura autorizado pelo Ministério da Educação (MEC), mantido por Instituição de Ensino Superior pública ou privada, sediada no Estado de Mato Grosso do Sul e conveniada ao programa; não possuir diploma em outro curso superior; morar no Estado há mais de dois anos; não ser beneficiado por qualquer outro tipo de benefício ou de auxílio financeiro com a mesma finalidade do Programa Vale-Universidade e não ter registro de reprovação de qualquer disciplina na data de inscrição e convocação pelo programa.
Estágio

Os acadêmicos habilitados realizam estágio com carga horária de 20 horas semanais, compatíveis com o horário escolar, nos locais indicados pela Setas. Nesse período é concedido benefício social de 70% do valor da mensalidade, para auxiliar na formação profissional repassado pelo Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, que será depositado na conta bancária da Instituição de Ensino Superior, tendo como limite máximo mensal o valor de um salário mínimo e 20% (vinte por cento) do valor da mensalidade, deduzido pela Instituição de Ensino Superior privada conveniada ao programa.

Nos casos de acadêmicos das universidades públicas, o valor do benefício social será equivalente à média aritmética do valor do benefício pago às privadas e depositado na conta corrente bancária do acadêmico beneficiário. O programa é executado e monitorado pela Superintendência de Projetos Especiais (Suproes) que é vinculada à Setas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LEGISLATIVO
ALEMS recebe projeto que altera Lei Orgânica do Ministério Público de MS
SAÚDE
Disk-Covid registra aumento de 67% nas ligações em novembro
NOTÍCIAS
Carreta da Justiça define calendário de atendimentos em 2021
ECONOMIA
Caixa paga R$ 1,2 bi de auxílio emergencial a nascidos em julho
Recebem o benefício 3,4 milhões que não fazem parte do Bolsa Família