Menu
Busca sábado, 16 de janeiro de 2021

Mãe desesperada pede socorro para a população

Mãe desesperada pede socorro para a população

31 maio 2012 - 14h10
DouradosAgora


A garçonete desempregada Luciene Rodrigues Pinto, de 32 anos, precisa da solidariedade da população. Com cinco filhos menores para criar, incluindo um recém nascido, ela vive em condição subumana. Na casa em que reside não há energia e água, já que a gestante que enfrentava dificuldades de saúde não conseguia emprego e como consequência não conseguia arcar com as contas que chegavam mês a mês.

O sofrimento da família é tanto que um dos filhos, o de 14 anos, cometeu suicídio há 5 meses. “Ele dizia que não queria mais me ver sofrendo”, relatou aos choros, dizendo que o marido foi preso numa tentativa de roubo. Segundo Leciene, para não ver os filhos passarem fome, deixou eles com parentes em Maracajú. “Eu estou sofrendo demais porque não estou com os meus filhos. Preciso de ajuda. Quero pagar as contas de água e luz e arrumar um emprego para que eu possa viver com as minhas crianças”, lamenta.

Luciene diz que para matar a sede toma água da chuva ou recorre aos vizinhos. Ela tem o Bolsa Família, mas os poucos alimentos que tem em casa não consegue preparar devido a falta de água. Também não há como fazer o básico como tomar banho, limpar a casa, entre outros afazeres domésticos. “Às vezes me sinto um trapo humano. Passo noites e noites no escuro. Doente, sem ninguém para me ajudar sofro, choro e lembro do meu filho que se matou devido a miséria que passamos”, destaca.

Para pagar as dívidas de água e luz, a mulher precisa de uma ajuda de R$ 1,2 mil. Ela reside na Rua Projetada 13, número 55, no Jardim Carisma. Qualquer ajuda é bem vinda. A mulher não dispõe de telefone celular, mas qualquer dúvida o interessado pode ligar para o telefone (recado): 8412 9264 (Paulo Falcão).

Deixe seu Comentário

Leia Também

BR 158
PMA autua empresa mato-grossense por derramamento de cerca de 22 mil litros de combustível
ECONOMIA
China contribuiu com mais da metade do superávit comercial do Brasil
RIO BRILHANTE
Polícia Civil prende suspeitos de tráfico de drogas que faziam parte organização criminosa
NOTÍCIAS
Negada indenização a comprador de veículo que não comprovou defeito em motor