Menu
Busca terça, 11 de agosto de 2020

Ministro diz que o custo da Agata II é para bandidos

Ministro diz que o custo da Agata II é para bandidos

22 setembro 2011 - 20h39Por Dourados News
Após atraso o Ministro de Estado da Defesa, Celso Amorim, concedeu entrevista coletiva à imprensa sul-mato-grossense na 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada na cidade de Dourados.

O ministro que respondeu apenas três perguntas fez um balanço geral sobre a Operação Ágata II, que está sendo realizada em toda a fronteira do estado. “Em Mato Grosso do sul, estão trabalhando nessa operação 1.600 militares, 300 da Marinha, 450 da Força Aérea, além de funcionários do IBAMA, Receita Federal, Agencia Brasil de Inteligência” disse o ministro.

Até o momento foram fiscalizados 6.600 veículos, 36 apreensões de contrabando, 200m³ de madeira semi beneficiada, apenas dois quilos de maconhas e 400gramas de cocaína.

Questionado por um dos jornalistas, sobre o custo da operação o ministro se esquivou e disse apenas que, “o custo é para a bandidagem”, afirmou Amorim. Já governador André Puccinelli, assim como o prefeito Murilo Zauith. Ambos afirmaram, ser de grande valia a operação, principalmente com as confirmação de caso de Febre Aftosa no país vizinho. “A operação veio em um momento importante, após a confirmação de febre aftosa no Paraguai, assim como também o Exercito Brasileiro, atendeu de forma imediata ao pedido do nosso governo, para essa operação que busca combater o descaminho, o trafico e o contrabando” afirmou o governador André.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Taxa de letalidade sobe para 1,7% no Estado
SAÚDE
MS registra 823 novos casos de coronavírus
COVID-19
Decreto autoriza doação de bens móveis para combate ao coronavírus
ORDEM DO DIA
Adicional a contratados do Sistema Penitenciário segue para sanção