Menu
Busca terça, 04 de agosto de 2020
ESTADO

MS é o segundo Estado a emitir Certificado de Inspeção Sanitária por meio eletrônico

13 julho 2020 - 13h30Por Portal do MS

Mato Grosso do Sul é o segundo Estado a implantar sistema para emitir Certificado de Inspeção digital. Por meio da Iagro, o sistema que facilita o atendimento começou a funcionar oficialmente para a emissão do Certificado de Inspeção Sanitária Modelo “E” – CIS-E no formato eletrônico, denominado e-CIS-E.

O sistema, que possibilita a rastreabilidade e controle efetivo das movimentações de produtos e subprodutos de origem animal pelo Serviço Veterinário Oficial todo por meio eletrônico, será utilizado para o trânsito intraestadual e interestadual de todos os tipos de produtos e subprodutos de origem animal, não destinados à alimentação humana. Sua emissão poderá ser realizada nas Unidades Locais da IAGRO e pelos Médicos Veterinários Privados Credenciados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA.

Primeiro e-CIS-E entregue

A ferramenta, que só existia em Santa Catarina até então, foi lançada no último dia 09 de julho pelo Diretor-Presidente da IAGRO, Daniel Ingold, com a presença dos Fiscais Estaduais Agropecuários, Marcia Arakaki Rabelo e Suzana Cometki Ortega, e do Auditor Fiscal Federal Agropecuário João Batista Mota da Silva e a Médica Veterinária da JBS, Neylisa Dario Lazaro. Na oportunidade foi emitido o primeiro certificado.

Ingold comentou sobre a importância no avanço das ferramentas de gestão a fim de otimizar os trabalhos da defesa sanitária do Estado e a melhoria dos serviços prestados ao público. “O sistema possibilita um controle efetivo do trânsito de produtos e subprodutos de origem animal. Nesse momento em que o Estado se prepara para a mudança de status sanitário, buscando ser ‘Livre de Febre Aftosa Sem Vacinação’ essa modernização é fundamental”. Completou.

Segundo explicou o Auditor Fiscal Federal Agropecuário da Superintendência Federal de Agricultura – SFA/MS (MAPA), João Batista Mota da Silva, o sistema eletrônico traz ganhos na velocidade do recebimento e transmissão de informações, a possibilidade de rastreamento de produtos, maior controle de produtos e subprodutos de interesse sanitário animal, além de ganho nas auditorias e supervisões a serem realizadas pelo MAPA.

Na perspectiva da iniciativa privada, a Médica Veterinária Neylisa Dario Lazaro destacou os ganhos com segurança e agilidade no processo. “Vamos zerar a possibilidade de perdas de documentos”. Resumiu.

A ferramenta que permite a emissão de e-CIS-E, através do sistema e-Saniagro, no Módulo Movimentação foi desenvolvida contando com o comprometimento de servidores da Superintendência de Gestão da Informação (SGI), representada pela equipe gerenciada pelo Hugo Nantes, da Divisão de Tecnologia da Informação (DTI/IAGRO) representada pela Fiscal Estadual Agropecuário Caroline Sakamoto, e da Superintendência Federal de Agricultura (SFA/MS) representada pelo Auditor Fiscal Federal Agropecuário Newton Cesar Moreira da Silva, além das Fiscais Estaduais Agropecuário Márcia Arakaki Rabelo (Diretoria) e Suzana Cometki Ortega (Divisão de Defesa Sanitária Animal – DDSA/IAGRO).

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
MEC autoriza aulas a distância em escolas técnicas federais de ensino
DOURADOS
Decreto proibe retomada de aulas presenciais em escolas particulares
SAÚDE
Casos de coronavírus somam 27.678 em Mato Grosso do Sul
ECONOMIA
Produção industrial cresce 8,9% de maio para junho