Menu
Busca domingo, 24 de janeiro de 2021

Opep vê crescimento da demanda por petróleo mais lento em 2013

11 julho 2012 - 15h10
Reuters

O crescimento da demanda global por petróleo será mais lento em 2013 após um consumo já fraco no ano de 2012, previu a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) nesta quarta-feira, citando as preocupações com a dívida europeia, a economia norte-americana em lenta recuperação e a desaceleração do crescimento em economias emergentes.

A Opep, que produz um terço do petróleo global, disse que os saudáveis níveis de produção dos países de fora da organização para o próximo ano serão suficientes para cobrir o modesto crescimento da demanda, sem a necessidade de aumento da produção dentro da organização.

"Além da crise da zona do euro, as tensões geopolíticas no Oriente Médio, a contração da indústria norte-americana pela primeira vez desde 2010 e a desaceleração do crescimento econômico em mercados emergentes têm estimulado incertezas no que se refere ao crescimento econômico global", disse a Opep em relatório mensal.

A organização manteve sua previsão para o crescimento da demanda global em 2012 em 900 mil barris por dia (bpd) e disse que o crescimento em 2013 seria de 820 mil bpd.

"Como a saída da Grécia da zona do euro, com um grave impacto na economia da zona do euro, ainda não pode ser descartada, isso continua sendo fator de preocupação", disse.

"Uma ação como essa provocaria uma saída massiva de capital do país e resultaria em default de suas obrigações fiscais, com efeito de desestabilização na zona do euro e fora dela."

As projeções do grupo estão próximas às do governo norte-americano, que na terça-feira reduziu sua estimativa para o crescimento da demanda global por petróleo em 2013 em 360 mil bpd, para 730 mil bpd.

A Opep estima que a oferta de fora da organização aumente em 700 mil bpd em 2012, e 900 mil bpd em 2013.

"A oferta de petróleo dos EUA deve ficar em média de 10,07 milhões de barris por dia em 2013, um aumento de 370 mil bpd sobre 2012. Essa alta será a maior entre todos os países que não fazem parte da Opep e maior nível anual desde 1986", disse a Opep.

A demanda pelo petróleo da Opep deve ficar na média de 29,6 milhões de bpd em 2013, quase 2 milhões abaixo dos níveis de produção de junho, de 31,36 milhões.

A organização dos países exportadores de petróleo também citou fontes secundárias dizendo que a produção iraniana estava em queda, para 2,963 milhões de bpd em junho, menor volume em mais de 20 décadas, enquanto a Arábia Saudita elevou a produção para acima de 10,1 milhões de bpd.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Ainda sem aprovação do Orçamento 2021, governo deve controlar gastos
SAÚDE
Estados brasileiros começam a receber vacina de Oxford
SAÚDE
Número de casos de Covid-19 continua alto na maioria das cidades do Estado
NOTÍCIAS
Prêmio Sesc de Literatura abre inscrições para obras inéditas