Menu
Busca domingo, 17 de janeiro de 2021

PF desarticula quadrilha que distribui drogas e cumpre mandados de prisãoem MS

PF desarticula quadrilha que distribui drogas e cumpre mandados de prisãoem MS

19 abril 2012 - 10h21Por CONESUL NEWS
A Polícia Federal iniciou na manhã de hoje, a Operação Trovão com objetivo de desmantelar uma quadrilha especializada em tráfico internacional de drogas. Segundo a assessoria da PF, a organização criminosa trazia para o país maconha e cocaína adquiridas no Paraguai. A droga ingressava pelo Mato Grosso do Sul, na fronteira terrestre entre Ponta Porã e Pedro Juan Caballero.

O transporte se dava em automóveis de passeio, de transporte de carga e também pessoalmente, por meio de bolsas ou ingeridas pelos traficantes. A droga era entregue a membros da quadrilha que cuidavam da guarda e da distribuição. Outros pontos identificados como destino dos produtos ilícitos seriam os estados de São Paulo e da Bahia.

Mais de 160 policiais federais cumprem 31 mandados de busca e 8 de prisão, distribuídos em quatro estados – São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. A conhecida "rota caipira do tráfico" era utilizada pela Organização Criminosa para o transporte da droga, passando pelas regiões de Assis, Tupã e Marília, no interior de São Paulo.

Em decorrência das investigações, foram formalizados sete flagrantes que resultaram na prisão de 11 pessoas e na apreensão de quase uma tonelada de maconha, uma arma de calibre restrito e aproximadamente 10 quilos de cocaína. O núcleo da Organização Criminosa, segundo a PF, encontra-se na cidade de Tupã, de onde derivou o nome da operação: segundo estudiosos da mitologia tupi, Tupã seria um ente desconhecido que troveja e mostra seu poder pelo raio.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Técnicos da Anvisa recomendam uso emergencial da vacina de Oxford
EDUCAÇÃO
Enem 2020: confira hoje a correção das provas ao vivo
BRASIL
Mesmo com vacina, vitória sobre coronavírus passa por 'mudança de comportamento social'
Antônio Barra Torres deu declaração ao abrir reunião da Anvisa que analisa pedidos de uso emergencial de duas vacinas contra Covid-19
SAÚDE
Ocupação de leitos em UTI Covid continua alta nas cinco macrorregiões do Estado