Menu
Busca quinta, 21 de janeiro de 2021

Vira-lata, que havia sido arrastado pelos donos, teve doença atestada.

Prefeito Nelson Trad Filho diz que veterinária pediu para tratar cachorro

30 julho 2012 - 17h10
G1

A prefeitura de Campo Grande autorizou que o vira-lata Scooby seja submetido a tratamento contra leishmaniose, segundo informação repassada nesta segunda-feira (30) pelo prefeito Nelson Trad Filho. O animal foi levado do bairro Aero Rancho até o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) no dia 9 de julho, acorrentado e puxado pelos donos, que estavam em uma motocicleta. Os donos foram indiciados por maus-tratos.

A assessoria de imprensa da prefeitura de Campo Grande informou que o Scooby foi submetido a dois exames que atestaram que ele está com a doença. Na época, o CCZ informou que, caso o resultado do segundo exame fosse positivo, o cachorro seria encaminhado para a eutanásia, conforme normas do Ministério da Saúde.

Em entrevista ao G1, o prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho, informou que autorizou a transferência do animal para uma clínica particular, onde ele passará por tratamento contra a leishmaniose.

Trad Filho explicou que foi procurado pela proprietária da clínica, que é médica veterinária. “Ela se dispôs a tratar o cachorro e assinou um termo de responsabilidade onde ela se comprometeu a dar os cuidados necessários e garantiu que ele ficaria em um lugar onde não colocaria a vida de outras pessoas em risco”, disse. O nome da veterinária ou da clínica não foram divulgados pela prefeitura.

Ainda segundo o prefeito, a veterinária deve apresentar um relatório quinzenal sobre o tratamento e a evolução do quadro clínico de Scooby. A profissional tem prazo de 90 dias para comprovar os resultados.

O G1 entrou em contato com o Ministério da Saúde solicitando informações sobre o procedimento da prefeitura de Campo Grande. A assessoria informou que está levantando dados sobre o caso e somente irá se pronunciar nesta terça-feira (31).

Deixe seu Comentário

Leia Também

TACURU
Veículo com mais de 200 quilos de maconha que seguia para Mundo Novo foi apreendido pelo DOF
ESTADO
Governo de MS amplia ações em saúde voltadas para população LGBT
CRIME AMBIENTAL
Pecuarista é autuado por desmatamento ilegal de vegetação nativa em sua propriedade
INTERNACIONAL
Biden anuncia retorno dos EUA ao Acordo de Paris