Menu
Busca quarta, 12 de agosto de 2020

Recuperar pastagem é dar sustentabilidade para agropecuária

Recuperar pastagem é dar sustentabilidade para agropecuária

25 agosto 2011 - 10h42Por Assessoria
A recuperação das pastagens sul-mato-grossenses é uma necessidade urgente não somente do ponto de vista econômico, mas da sustentatibilidade. Essa foi a síntese das discussões durante o Seminário de Sensibilização do Programa ABC - Agricultura de Baixa Emissão de Carbono. O evento realizado pelo Grupo Gestor do Plano de Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (ABC) em Mato Grosso do Sul aconteceu nesta quarta-feira (24), no auditório da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul).

O presidente da Famasul destacou os significativos avanços no setor agropecuário e enfatizou que é hora do produtor fazer o ‘dever de casa’ e recuperar as áreas produtivas do Estado. “As instituições de pesquisa fizeram a sua parte. Temos pacotes de tecnologia para atender às nossas necessidades”, disse, referindo-se aos trabalhos realizados Embrapa. “ Uma pastagem com mais massa verde captura mais gás carbônico”, explica o assessor para assuntos da agricultura da Famasul, Lucas Galvan.

O objetivo do evento foi apresentar o Programa ABC, inserido no Plano Agrícola e Pecuário 2010/2011 do Governo Federal, o qual incentiva adoção de práticas agropecuárias que reduzem a emissão de gases de efeito estufa no campo. Para debater soluções, técnicos da Embrapa abordaram temas como a recuperação das pastagens degradadas, o sistema de plantio direto, a integração lavoura-pecuária-floresta, o tratamento de dejetos dos animais e as florestas plantadas.

A recuperação de pastagens pode contribuir para sustentabilidade, e trazer bons lucros para produtores, também a partir da produção consorciada com a agricultura. “O resultado da integração entre lavoura e pecuária é comprovado: com uma boa pastagem recuperada, a cultura de soja produz de cinco a dez sacas a mais e reduz o custo da produção em 10%. Isso representa um salto de rendimento de R$ 500 para R$ 1.000 por hectare. Se optar pelo monocultivo do grão, esse rendimento não acontece”, explicou o pesquisador da Embrapa Gado de Corte, Armindo Neivo Kichel.

A palestra de Kichel retratou os problemas de produção e sustentabilidade de sistemas de monocultivo e traçou uma comparação com o potencial, rendimento, custo e produtividade dos sistemas integrados, dentre eles, o de integração entre lavoura, pecuária e floresta.

O seminário teve representantes de todos os integrantes do grupo gestor em MS: Famasul, Seprotur, OCB/MS, Fetagri-MS, Banco do Brasil, Embrapa e Governo Federal e teve o objetivo central de alinhar o entendimento para a unificação de ações dentro das propostas do Programa ABC.

O programa - Instituído pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em junho de 2010,o programa Agricultura de Baixo Carbono (ABC) busca aliar a produção de alimentos e bionergia com redução dos gases de efeito estufa, e assim, difundir a agricultura sustentável.

As ações do Programa ABC, que estão inseridas no Plano Agrícola e Pecuário 2010/2011, incentivam processos tecnológicos que diminuem os efeitos dos gases de efeito estufa no campo. De acordo com o Mapa, o plano prevê a aplicação de R$ 2 bilhões em técnicas e garante recursos a agricultores e cooperativas, com limite de financiamento de R$ 1 milhão por beneficiário. O crédito será financiado com taxa de juros de 5,5% ao ano e prazo de reembolso de 12 anos.

Entre as iniciativas básicas do Programa ABC está a recuperação de pastos degradados, que visa transformar as terras desgastadas em áreas produtivas para a produção de alimentos, fibra, carne e floresta. Atualmente, a degradação das pastagens é o maior problema dos sistemas de produção, estimando-se que 80% da área de pastagens do Brasil Central, apresenta algum estágio de degradação

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Congresso marca três reuniões para analisar todos vetos presidenciais
MATO GROSSO DO SUL
Governo divulga resultado preliminar de processo seletivo para área da saúde
GERAL
Anvisa quer reforçar medidas contra covid-19 em aeroportos e aeronaves
ANTÔNIO JOÃO
Polícia Civil prende foragido da justiça procurado pela prática de falsidade ideológica