Menu
Busca quarta, 12 de agosto de 2020

Sistema penitenciário de MS terá R$ 26 milhões

Sistema penitenciário de MS terá R$ 26 milhões

27 setembro 2011 - 09h27Por Assessoria
O Mato Grosso do Sul terá R$ 26 milhões para a construção e reforma do sistema prisional do estado. Apesar dos cortes do governo federal em três convênios firmados para a construção de presídios no estado, a bancada sul-mato-grossense, coordenada pelo deputado Geraldo Resende (PMDB), conseguiu manter a construção do Estabelecimento Penal de Regime Semiaberto, em Dourados.

Os três contratos somavam juntos mais de R$ 13 milhões. A dificuldade de execução dos projetos foi preponderante para o cancelamento dos convênios pelo governo federal. Em encontro nesta segunda-feira (26), Geraldo Resende e os senadores Antonio Russo (PR) e Delcídio Amaral (PT) ouviram do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que a obra em Dourados terá o apoio da pasta.

Com isso, será mantido o investimento de mais de R$ 6 milhões do Executivo na obra. Como contrapartida, o governo do estado arcará com R$ 672 mil. A complexidade do estado aliado ao fato de estar localizado na faixa de fronteira do país pesaram na decisão do ministro ao manter a construção.

O Ministério da Justiça quer dar uma nova modelagem e padronização do sistema prisional brasileiro. Por isso, só no Mato Grosso do Sul foram renegociados dois contratos que juntos ultrapassam R$ 2 milhões.


Reformas necessárias

Mais de R$ 20 milhões serão destinados à reforma do sistema prisional em diversas cidades do estado. Os recursos devem começar a ser liberados a partir no próximo ano, conforme projeto enviado pela Secretaria de Segurança Pública do estado.

“Acho que foi uma solução muito boa. Preserva uma obra há muito sonhada pela sociedade e necessária para a segurança do nosso estado. Esperamos que haja celeridade por parte da Caixa Econômica para que os processos licitatórios sejam iniciados”, cobra Geraldo Resende. “Sem contar que dará a oportunidade para a construção de várias cadeias públicas no estado, como em Ponta Porã e Três Lagoas, que há muito esperam pela construção de um presídio”, completa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOTÍCIAS
Mulher que teve terreno retomado pelo Município será indenizada
CRIME AMBIENTAL
Empresa sucroenergética de Rio Brilhante é autuada em R$ 186 mil por incêndio em sua lavoura de cana no município de Sidrolândia
CAPITAL
Aluna aprovada no vestibular tem direito a certificado de ensino médio
ECONOMIA
STF aprova proposta orçamentária para 2021 de R$ 712 milhões