Menu
Busca quarta, 24 de fevereiro de 2021

Times de MS querem trocar de domicílio

15 novembro 2011 - 09h47Por GD News
Pelo menos dois times da primeira divisão do futebol de Mato Grosso do Sul estão querendo deixar os domicílios onde estão instalados e procurar novos ares: Cene e Misto de Três Lagoas. Em setembro, o Cene alegou que procuraria outro local para hospedar a sua equipe profissional, por falta de apoio do poder público na capital.

A vontade da diretoria do Furacão Amarelo era de emplacar o time em uma cidade do interior, que contasse com estrutura e apoio financeiro para montar um elenco forte para as disputas da próxima temporada, além de um estádio com capacidade superior à 10 mil lugares.

Nova Andradina, Dourados e Três Lagoas foram nomes colocados em risca e segundo a diretoria do clube, aquele que acenasse com interesse, seria discutido.

Em relação à instalação do Cene na segunda maior cidade do Estado, o presidente da Fundação Cultural e de Esportes de Dourados (Funced), Antônio Coca, disse que não há possibilidades do município ajudar financeiramente, mas, que a estrutura física, como o estádio, seria cedido para partidas.

Em caso da mudança de local, seria a terceira vez em sua curta história, que o atual campeão estadual se instalaria em outra cidade. O time foi fundado aos olhos do Reverendo Moon em Jardim e de lá, foi para Campo Grande, alegando que a torcida e a estrutura seriam maiores.

Já na segunda-feira, surgiu a notícia de que o Misto de Três Lagoas poderia estar de malas prontas para Corumbá. A cidade vizinha com a Bolívia não terá representantes na série A da próxima temporada e a estratégia era levar o time do Bolsão para disputar a competição pelo município.

Uma reunião foi marcada com representates do clube e do poder público de Corumbá para definir os detalhes da transição.
Porém, no final de setembro, durante o pré-arbitral realizado em Dourados para que fossem discutidos o novo regulamento do sul-mato-grossense de futebol da primeira divisão, no biênio 2012/13, o presidente da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS), Francisco Cezário, comunicou os clubes de que a mudança de domicilio só poderia ser feitas 120 dias antes do jogo inicial da competição.

O prazo estipulado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), se tornaria inviável para os clubes locais que pensam nessas hipóteses. “O comunicado chegou para mim através de um fax da CBF, então quem pensa em mudança, tem que correr”, disse Cezário.

Além disso para o presidente, isso poderia deixar as equipes de futebol do Estado, com menos identidade. “Qual a torcida e o apelo que o Misto terá em Corumbá? Usará as cores do Corumbaense? E no próximo campeonato, quando acabasse o dinheiro, eles continuariam lá?, questionou o mandatário da FFMS.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Covid-19: STF decide que União terá de elaborar plano para quilombolas
SAÚDE
Vacinas de Oxford/AstraZeneca já estão com Ministério da Saúde
BATAYPORÃ
Polícia Militar do 8ºBPM prende dois irmãos por receptação
ECONOMIA
Contas externas têm saldo negativo de US$ 7,253 bilhões em janeiro