Menu
Busca quarta, 14 de novembro de 2018
(67) 9.9973-5413
NO ESTADO

Arroba do boi gordo valoriza em junho, mas criadores seguem insatisfeitos com o mercado

Em um ano preço do boi pronto para abate subiu 6,65% no estado

11 julho 2018 - 09h15Por Da redação

Em junho o preço médio do boi gordo em Mato Grosso do Sul chegou a R$ 128,54. Aumento foi de 6,65% em relação ao mesmo período de 2017, quando as cotações atingiram valor de R$ 120,53. Segundo o departamento técnico da Federação de Agricultura e Pecuária do Estado, o mercado está com ambiente mais favorável aos criadores neste ano, principalmente sendo muito influenciado pela oferta e demanda.

De acordo com o Boletim Casa Rural e reportagem do G1MS, a manutenção do movimento de alta se concretizará à medida que a entressafra se intensifique, tornando mais reduzida a oferta de animais prontos para o abate. No ano passado o mercado do boi sentiu os reflexos de vários acontecimentos no setor, como operação carne fraca, restrições intenacionais e queda no consumo da proteína, ainda que temporariamente.

Apesar da valorização, pecuaristas dizem que os preços do gado gordo estão longe do patamar ideal.

"Em relação aos últimos anos o valor da arroba está, em média, vinte reais mais baixo. Isso é muito ruim ", desabafa Jonatan Barbosa, presidente da Associação dos Criadores do estado. Em 2015 e 2016 o setor chegou a registrar arroba com valores acima de R$ 142,00.

Segundo Joantan, a situação está tão difícil para os criadores que a Acrissul e outras instituições do agro devem pedir ao governo a redução do ICMS, de 12% para 7%. A medida beneficiaria a venda de gado vivo para outros estados. "É uma forma de melhorar essa situação aí", diz.

O mercado da vaca também registrou aumento em junho de 2018, com preço médio de R$ 118,72. A variação no mês foi de 6,84% em relação ao mesmo período de 2017.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PARAGUAI
Advogada executada na fronteira ameaçava autoridades, afirma jornal paraguaio
POLÊMICA
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
MAIS PRAZO
Receita prorroga adesão ao Refis Rural para 28 de dezembro
ECONOMIA
Desemprego é maior entre nordestinos, mulheres e negros, divulga IBGE