Menu
Busca domingo, 17 de janeiro de 2021

Cai a preferência de brasileiro por pagamento em dinheiro vivo

03 outubro 2012 - 00h00Por Fonte: TNonline


Menos da metade dos brasileiros prefere fazer pagamentos em dinheiro vivo hoje, segundo um estudo feito pela MasterCard Advisors, empresa de consultoria do grupo MasterCard Worldwide.

A preferência por pagar em dinheiro caiu de 60% para 48% de 2006 a 2011. No entanto, ele ainda lidera a preferência dos consumidores, seguido pelo cartão de débito, cuja preferência aumentou de 26% para 34% no período.

De acordo com a pesquisa, o consumidor usa o débito, em média, cinco vezes por mês, principalmente para gastos como supermercado e posto de gasolina. O consumidor prefere pagar em dinheiro vivo para compras abaixo de R$ 50. Para valores acima, o cartão de débito é o meio eletrônico preferido. O cartão de crédito é o mais usado para transações acima de R$ 100.

O valor médio da compra com cartão de débito caiu de R$ 62 para R$ 54, ou seja, o uso cresceu em compras de pequenos valores. Entre os meios de pagamento, o cartão de débito foi o que registrou maior alta no período, com alta de 25% ao ano entre 2006 e 2011. O cartão de crédito cresceu 22%, os cartões de loja, 16% e as outras formas de pagamento, como o dinheiro, 9%.

Os consumidores apontaram segurança e controle dos gastos como razões para usar o cartão de débito. Esse mercado movimenta hoje R$ 200 bilhões e deve chegar a R$ 493 bilhões até 2016, segundo o estudo.


Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Técnicos da Anvisa recomendam uso emergencial da vacina de Oxford
EDUCAÇÃO
Enem 2020: confira hoje a correção das provas ao vivo
BRASIL
Mesmo com vacina, vitória sobre coronavírus passa por 'mudança de comportamento social'
Antônio Barra Torres deu declaração ao abrir reunião da Anvisa que analisa pedidos de uso emergencial de duas vacinas contra Covid-19
SAÚDE
Ocupação de leitos em UTI Covid continua alta nas cinco macrorregiões do Estado