Menu
Busca sexta, 29 de maio de 2020
MS

Em meio a pandemia, vereadores viajam para seminário no PR e devem ficar em isolamento no retorno a MS

Três vereadores e o diretor da Câmara Municipal de Batayporã viajaram para seminário em Foz do Iguaçu (PR). Excursão desagradou parte da população do município, que registrou as duas primeiras mortes por covid-19 no estado.

20 maio 2020 - 17h00Por G1MS

Três vereadores e um servidor municipal de Batayporã, a 308 quilômetros de Campo Grande, viajaram até Foz do Iguaçu, no Paraná, para participar de um seminário, entre os dias 19 e 23 de maio. De acordo com o Portal da Transparência, a viagem dos vereadores Cícero Humberto Leite, Nivaldo Moreira e Cabo Máximo, todos do MDB, além do diretor da Câmara, Vinícius Duarte Enz, custa aos cofres públicos cerca de R$ 16 mil.

Ainda conforme o Portal, os servidores municipais viajaram para participar do evento "Transparência na Gestão Pública em época de pandemia - Gestão Pública contemporânea e novos serviços". A ocasião da excursão revoltou parte da população do município de cerca de 10 mil habitantes.

Segundo a vereadora Denise da Silva Pesqueira Passianoto, a notícia da viagem causou espanto até entre os parlamentares. "Eles não falaram nada sobre o seminário, nem em redes sociais, nem na sessão ordinária de segunda-feira", afirma. De acordo com ela, o momento do município não é propício para que servidores municipais deixem a cidade devido a pandemia do novo coronavírus. Batayporã apresenta, até a tarde desta quarta-feira (20), seis casos de covid-19, com dois óbitos.

"Estamos com barreiras sanitárias, sessões da câmara em novos horários e sem público, com decreto de calamidade pública e tivemos as duas primeiras mortes do estado. Nossa situação é crítica. Me deixa indignada que vereadores saiam uma semana para um seminário, com um risco desses de trazer o vírus de volta para a nossa cidade", pondera Passianoto.

A secretária de saúde do município, Marcela Leite Macedo, afirma que já fez contato com os servidores e que, assim que eles retornarem a Batayporã, ficarão em isolamento. "Tomaremos as mesmas medidas do que com outros viajantes. Isolamento de 7 dias, inicialmente, e, se apresentarem qualquer sintoma de covid-19, continuam por 14 dias", diz.

Macedo conta que a cidade está realizando ações de prevenção ao novo coronavírus, como barreiras sanitárias, fiscalizações de higiene e distanciamento social em estabelecimentos comerciais e centros de triagem, para pacientes com sintomas. "Orientamos todas as pessoas do município, independente de servidor público ou não, a evitarem viagens neste momento", finaliza.

Centro de Triagem em Batayporã  Foto: Reprodução/ TV Morena

Centro de Triagem em Batayporã — Foto: Reprodução/ TV Morena

O G1 entrou em contato com os vereadores e o diretor da Câmara de Batayporã, mas até a última atualização desta reportagem, não obteve retorno.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOTÍCIAS
Demandas do consumidor podem ser resolvidas pelo celular
CIDADES
UFMS abre inscrições para curso de Especializadação em Segurança Pública
NOTÍCIAS
Justiça concede pensão e indenização a mãe que perdeu filho em acidente de trânsito
ECONOMIA
Dólar fecha em queda após discurso de Trump