Menu
Busca sábado, 23 de janeiro de 2021

Leite fortificado com ginseng melhora função cognitiva de idosos

24 julho 2012 - 00h00
*Fonte: Isaude


Cientistas da Espanha desenvolvem leite fortificado com ginseng capaz de melhorar cognição de idosos. O ginseng americano é conhecido por ter efeitos neurocognitivos, no entanto, o gosto amargo e o fato de o processamento da planta muitas vezes eliminar suas propriedades saudáveis dificultam sua incorporação na alimentação diária. Por esse motivo um grupo de pesquisadores trabalhou na formulação de um leite de baixa lactose capaz de manter os níveis benéficos do ginseng americano após o processamento.

"Nosso objetivo foi desenvolver um leite de baixa lactose para ser consumido por idosos para melhorar a função cognitiva", relata a pesquisadora envolvida no estudo Susana Fiszman, do Instituto de Agroquímica y Tecnologia de Alimentos (IATA), Superior de Investigaciones Científicas (CSIC), em Valencia.

"Beber 150 a 300 ml deste leite enriquecido pode fornecer a quantidade indicada de ginseng para proporcionar melhoria na função cognitiva. Além disso, a nova fórmula é combinada com baixos níveis de lactose, o que a torna uma bebida adequada para idosos", diz Fiszman.

Os pesquisadores desenvolveram uma fórmula de baixa lactose porque pessoas mais velhas muitas vezes têm dificuldade de digerir produtos lácteos. Para reduzir o sabor amargo do ginseng, os investigadores desenvolveram amostras com extratos de baunilha e sucralose, um adoçante artificial de zero calorias.

Análises da nova fórmula reúnem evidências que níveis suficientes de ginseng permaneceram no leite após o tratamento, o que faz com que o líquido seja capaz de proporcionar melhoria na função cognitiva.

Acesse aqui o Abastract do estudo publicado no Journal of Dairy Science.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS
Em quatro dias, mais de 11 mil pessoas foram vacinadas contra Covid-19 em Mato Grosso do Sul
SAÚDE
Vacinas da AstraZeneca chegam ao Brasil
SAÚDE
Covid-19: Anvisa aprova segundo lote da vacina CoronaVac
CIDADES
Prorrogado por mais 15 dias o toque de recolher no MS