Menu
Busca sábado, 23 de janeiro de 2021

Ministério da Justiça amplia em 120 dias a permanência da Força Nacional no Estado

20 setembro 2012 - 00h00Por Fonte: Agencia Brasil
O Ministério da Justiça determinou a ampliação da atuação da Força Nacional de Segurança Pública em Mato Grosso do Sul, devido a conflitos indígenas.

No Acre, Amazonas, Amapá, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e Maranhão, na Amazônia Legal, os homens atuarão na Operação Defesa da Vida.

As três portarias, determinando a permanência das tropas da Força Nacional nesses estados por mais 120 dias, com possibilidade de ampliação, estão publicadas na edição de hoje (20) do Diário Oficial da União.

No começo deste mês, o Ministério Público Federal (MPF) determinou a retirada dos não índios de uma área, em Mato Grosso, do povo xavante de Maraiwatsede, reconhecida como Terra Indígena Maraiwatsede. A decisão foi confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1). A área dos indígenas é disputada por uma empresa de agropecuária desde 1966.

A disputa tem provocado a expulsão de indígenas da área, além de levá-los à extrema pobreza, segundo laudo pericial. Em julho deste ano, a Fundação Nacional do Índio (Funai) apresentou um plano de desintrusão para a retirada dos não índios do local. O MPF pediu apoio de segurança. A Força Nacional atuará nesta área.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS
Em quatro dias, mais de 11 mil pessoas foram vacinadas contra Covid-19 em Mato Grosso do Sul
SAÚDE
Vacinas da AstraZeneca chegam ao Brasil
SAÚDE
Covid-19: Anvisa aprova segundo lote da vacina CoronaVac
CIDADES
Prorrogado por mais 15 dias o toque de recolher no MS