Menu
Busca sexta, 15 de fevereiro de 2019
(67) 9.9973-5413
ECONOMIA

Ministério define valores do FCO e MS terá R$ 2,26 bi em 2019

06 dezembro 2018 - 15h30Por Da redação

O Ministério da Integração publicou ontem (5/12), um ato “ad referendum” aprovando a programação de recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) para 2019. No próximo ano, Mato Grosso do Sul terá disponíveis pelo Fundo o valor de R$ 2.260.484.623,21 para contemplar o financiamento de empreendimentos do setor Rural e Empresarial, além de outras modalidades de crédito.

“Haveria uma reunião do Condel [Conselho Deliberativo de Desenvolvimento do Centro-Oeste] nesta semana, mas não houve quórum dos governadores e o Ministério publicou o ato. Agora, nós temos a previsão de recursos do FCO para 2019. Dos R$ 2,26 bilhões disponíveis para Mato Grosso do Sul, R$ 24 milhões deverão ser destinados às contratações do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), em atendimento ao que determina a Medida Provisória 785/17. Nesse ponto, o Banco do Brasil terá de se adaptar, pois é um recurso reembolsável, com disponibilidade específica”, informa o titular Jaime Verruck, da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro).

Outra modalidade de crédito específica, já com valor definido para contratações em 2019 é o financiamento de projetos de micro e mini geração de energia solar fotovoltaica para pessoa física. “O Ministério alocou R$ 100 milhões para todo o Centro-Oeste, sendo que para Mato Grosso do Sul serão destinados R$ 24 milhões. Essa é uma linha que o Governo do Estado defendeu para ser aprovada e para a qual o banco começa a fazer a regulação no próximo ano”, comenta.

Também no próximo ano, os bancos cooperativos terão um montante específico no FCO, fixado em 10% do recurso total disponível para cada Estado. “Em Mato Grosso do Sul serão R$ 226 milhões para instituições como o Sicredi, Sicoob e Cresol. Essa era uma demanda do setor, que o Estado também defendeu junto ao Condel e, agora, teremos aporte de recurso. Ainda temos uma questão operacional a ser resolvida, pois é necessária modificação na legislação para que possa haver a operacionalização do crédito, mas já temos uma sinalização positiva nesse sentido”, aponta o secretário.

Contratações em 2018

Até o mês de novembro deste ano já foram efetivamente contratados R$ 1,899 bilhão do FCO em Mato Grosso do Sul. De acordo com o Banco do Brasil, esse valor representa praticamente 78% dos R$ 2,443 bilhões do Fundo destinados ao Estado no ano de 2018. “Vamos utilizar 100% dos 2,4 bilhões que temos disponíveis para o Estado em função da retomada da economia e do número de propostas internalizadas no banco”, afirma o secretário, que também preside o Ceif (Conselho Estadual de Investimentos Financiáveis pelo FCO).

“Nossa meta é manter esse nível de contratações em 2019, para isso vamos intensificar a realização de seminários e a Caravana do FCO. As reuniões do Ceif vão continuar quinzenais, que a demanda de projetos possa tramitar com rapidez no que diz respeito às atribuições do Conselho. O Banco do Brasil deve abrir o sistema na segunda quinzena de janeiro”, finaliza.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NAVIRAÍ
Justiça mantém decisão reforma de unidade de saúde deve ser feita em 90 dias
EM DOURADOS
Antes de ser transferido para a PED, homem que tramou assassinato de empresário tentou se matar
PMA
Pecuarista desmata ilegalmente mais de três hectares e multada
ESPORTES
Fim do horário de verão põe atletas do Bonito Cross em alerta