Menu
Busca sábado, 18 de agosto de 2018
(67) 9.9973-5413
BANNER 1
DE 2012 A 2017

Gastos com auxílio-doença em Ponta Porã passam de R$ 1 milhão

Nesse período, 319 pessoas foram afastadas do ambiente de trabalho

08 agosto 2018 - 14h45Por Luiz Guilherme

Entre os anos de 2012 e 2017, 319 trabalhadores foram afastados de suas funções e passaram a receber auxílio-doença, gerando aos cofres do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), de Ponta Porã, o gasto de R$ 1.755.105,31.

Os dados foram divulgados esta semana pelo Observatório Digital e Saúde no Trabalho. 
2012 foi o ano com mais afastamento (61), seguido de 2013 (58), 2015 (53), 2016 (50), 2014 (49), e 2017 (48).

O relatório apontou ainda uma lista com dez setores da economia onde ocorreram os maiores afastamentos. Em primeiro lugar estão os trabalhadores de abate (6,36%), criação de bovinos (5,30%), construção e transporte rodoviário de carga (4,95%) e no setor da construção civil (3,89%).

Acidentes 

Já no comparativo com os acidentes, em seis anos, 45 pessoas (14,24%), sofreram fratura na perna, incluindo o tornozelo, 44 fraturas ao nível do punho e mão (13,92%), 27 lesões no antebraço, ombro e braço (8,54%) e 20 no pé (6,33%).

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
TSE publica registros e prazo para impugnar candidaturas é aberto
Luiz Inácio Lula da Silva e Jair Bolsonaro já tiveram suas candidaturas contestadas no TSE
DE DOURADOS
‘Condenação social’ de pai de criança morta por agressão é questionada pela defesa
NOVELA
Fora do ar, ‘Deus Salve o Rei’ é reclassificada para maiores de 14 anos
CAMAPUÃ
Peão de rodeio morre após cair com cavalo em fazenda
Animal caiu em cima da vítima, que estava afastada das competições