Menu
Busca quinta, 20 de junho de 2019
SAÚDE

Ponta Porã já notificou 2092 casos de dengue

06 junho 2019 - 16h30Por Vinicios Araújo

Ponta Porã já notificou 2092 casos suspeitos de dengue. O levantamento atualizado foi divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde ontem (5). 

Comparada ao balanço anterior, os registros de notificação avançaram 17,5%, passando de 1781 até 30/5 para 2092 casos em 05/6.

Desse quantitativo, 265 já foram confirmados pelo Laboratório Central de Mato Grosso do Sul (Lacen). 

O município já registrou uma morte pela doença, no dia 6/04. A vítima, um homem de 40 anos, apresentava agravante de obesidade. 

NO ESTADO

No Estado a doença já afeta 17.895 pessoas. Os municípios com maiores índices são Campo Grande, Três Lagoas e Dourados. Essas cidades acumulam 9036, 2874 e 1279 diagnósticos confirmados respectivamente. 

Em notificações Mato Grosso do Sul já extrapolou o marco de 39.573. Ao todo 23 pacientes já morreram na Capital e em outros oito municípios do interior. 

Confira abaixo o quantitativo por cidade:


A dengue é uma doença transmitida pelo mosquito aedes aegypti infectado. A melhor alternativa para prevenir o alastramento é impedindo a proliferação do vetor, que se reproduz em água parada.

Por isso a indicação é que você mantenha seu quintal sempre limpo e livre de objetos que possam acumular líquidos. Tampe a sua caixa d’água e também coloque areia nos vasos de planta. 

A dengue é dividida em quatro estágios, sendo o último, hemorrágico, possível de morte. Os principais sintomas são: 

• Náusea, vômitos;
• Manchas avermelhadas no corpo;
• Dor nos músculos e articulações;
• Dor de cabeça e nos olhos;
• Redução do número de leucócitos, células de defesa do sangue.

Ao sentir esses sintomas procure imediatamente um posto de atendimento médico e evite o consumo de medicamentos sem orientação de um profissional.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍCIA
Veículo roubado em SP é recuperado com quase meia tonelada de maconha
POLÍTICA
Bolsonaro mantém demarcação de terra indígena com a Agricultura
INTERNET
Mãe e filho serão indenizados por ter imagem denegrida na web
TEMPO
Inmet prevê inverno mais quente no Centro-Oeste e outras duas regiões